A tempestade Laura, após passar por Cuba, ganhou forças e se transformou em furacão nesta terça-feira (25), no Golfo do México, com ventos de 120 km/h que ameaçam a costa dos EUA, conforme anunciou o NHC (National Hurricane Center ‘Centro Nacional de Furacões’)

A previsão é que Laura se “fortacela” de forma significativa antes de chegar à costa do sudoeste de Louisiana e de parte do Texas, passagem que deve ocorrer nesta quarta-feira (26), segundo publicado no portal G1.

Laura tocou a terra na noite desta segunda-feira (24) na região de Punta La Capitana, em San Cristobal. Antes a então tempestade passou pelo mar do Caribe por toda a costa de Cuba.

Horas depois de tocado na terra, a tempestade voltou para o mar por Puerto Esperanza e comeou a se deslocar pelo Golfo do México, onde ganhou força e se tornou furacão.

Antes de passar por Cuba, Laura provocou a morte de pelo menos 24 pessoas no Haiti e na República Dominicana. Segundo o portal, a temporada de furacões no Atlântico vai até novembro e pode ser severa em 2020.

O NHC espera ao menos 25 tempestades como Laura, que é apenas a 12° até o momento.