Mundo

Chuva leva 260 mil pessoas a serem retiradas de suas casas na China

As cheias afetaram os rios Xiangjiang e Zijiang, na província

Daiane Libero Publicado em 02/07/2017, às 00h56

None

As cheias afetaram os rios Xiangjiang e Zijiang, na província

Mais de 260 mil pessoas tiveram que ser retiradas de suas casas devido às fortes chuvas na Província de Hunan, no centro da China, desde o último dia 22, informou o órgão local de controle de inundações.

As cheias afetaram os rios Xiangjiang e Zijiang, na província, de acordo com o Departamento Provincial de Prevenção e Combate às Inundações e Secas.

Na madrugada deste sábado (1º), um dique com 20 metros de comprimento ao longo do Rio Taxi, afluente do Zijiang, trincou devido à chuva constante e à descarga de água de um reservatório.

A descarga de água foi reduzida para conter o rompimento e retirar os moradores locais. Na noite dessa sexta-feira (30), mais de 70 pessoas do distrito de Taojiang utilizaram sacos de areia para segurar o dique de Zijiang, enquanto 500 soldados foram enviados à região para evitar maiores problemas nos diques.

Chuva leva 260 mil pessoas a serem retiradas de suas casas na China

Oito locais no distrito de Pingjiang registraram precipitações de mais de 200 milímetros durante 14 horas na sexta-feira, segundo o governo do distrito. Um total de 28 mil pessoas teve que ser evacuado, enquanto diversos trechos de rodovias foram inundados e muitas instalações elétricas foram afetadas.

As chuvas e inundações também atingiram outras províncias, incluindo as de Jiangxi e Hubei.

Jornal Midiamax