Mundo

Universidade dos EUA manda por engano mensagem de admissão a 800 candidatos

Horas depois, no entanto, o estabelecimento mandou uma nova mensagem com o título "correção da mensagem anterior"

Clayton Neves Publicado em 18/02/2015, às 20h15

None
mensagem_de_texto_sms_getninjas.jpg

Horas depois, no entanto, o estabelecimento mandou uma nova mensagem com o título “correção da mensagem anterior”

A universidade Carnegie Mellon, uma das mais respeitadas dos Estados Unidos, pediu desculpas após enviar por engano uma mensagem de admissão a 800 candidatos que tinham se inscrito no curso de mestrado em ciências da computação.

“Você é um dos poucos selecionados, menos de 9% dos mais de 1.200 candidatos são aceitos… Bem-vindo à Carnegie Mellon!”, dizia a animadora mensagem eletrônica, enviada na segunda-feira pela universidade, localizada em Pittsburgh, Pensilvânia.

Horas depois, no entanto, o estabelecimento mandou uma nova mensagem com o título “correção da mensagem anterior, revogação da oferta de admissão”, indicando aos decepcionados estudantes que, na verdade, eles não foram admitidos.

“Pedimos desculpas por esta confusão de comunicação e por qualquer inconveniente que tenhamos causado”, acrescentou a nota. Próxima do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade de Stanford, na Califórnia, a Carnegie Mellon tem um dos melhores programas do país em informática.

Esta não é a primeira vez que uma universidade comete erros do tipo. Casos anteriores ocorreram na Universidade Johns Hopkins, de Maryland; na de Fordham, de Nova York, e na Universidade da Califórnia em San Diego, que em 2009 enviou cartas de confirmação de admissão a 46.000 inscritos naquele ano.

Jornal Midiamax