Talibã paquistanês diz que derrubou helicóptero que matou embaixadores

Seis pessoas morreram na queda, segundo agência
| 08/05/2015
- 16:14
Talibã paquistanês diz que derrubou helicóptero que matou embaixadores

Seis pessoas morreram na queda, segundo agência

Talibãs paquistaneses assumiram nesta sexta-feira (8) a queda de um helicóptero militar, que matou seis pessoas, entre elas os embaixadores norueguês e filipino e as mulheres dos embaixadores da Malásia e Indonésia, informou a agência de notícias Reuters. Os dois pilotos também morreram.

O grupo viajava para inaugurar projetos no norte do país. O premiê paquistanê, Nawaz Sharif, viajava para as regiões montanhosas de Gilgit em um avião separado e voltou a Islamabad.

Entre os feridos estão os embaixadores da Polônia e da Holanda.

“Nawaz Sharif e seus aliados são nossos principais alvos”, disse o porta-voz do talibã,  Muhammad Khurasani, em um comunicado enviado por email. Mas, segundo a agência Reuters, o talibã não opera na região de Gilgit e frequentemente assumem responsabilidade por incidentes que não tem nenhuma relação com eles.

Veja também

A mensagem foi emitida pelo Gabinete de Assuntos de Taiwan

Últimas notícias