“Não há razão para suspeitar de um ataque terrorista”, disse procurador

O copiloto suspeito de derrubar deliberadamente o avião da Germanwings nos Alpes franceses na terça-feira foi identificado como o alemão Andreas Lubitz, de 28 anos.

Anunciando detalhes da investigação das causas da tragédia eM entrevista coletiva nesta quinta-feira, o procurador de Marselha Brice Robin disse que não há ligação conhecida do copiloto com o terrorismo.

“Não há razão para suspeitar de um ataque terrorista”, disse.

Perguntado se acredita que o acidente que matou 150 pessoas foi resultado de um suicídio, o procurador disse que “pessoas que cometem suicídio geralmente fazem isto sozinhas… Eu não chamo isto de um suicídio”.

Robin disse que as gravações da caixa-preta recuperadas dos destroços do desastre sugerem que os passageiros não perceberam o que estava acontecendo até o último momento.