Justiça nega pedido de prisão contra William Bonner

Jornalista foi acusado de "participar de suposta organização criminosa"
| 17/01/2022
- 12:59
Juíza julgou a ação como "descabida"
Juíza julgou a ação como "descabida" - (Foto: Reprodução, TV Globo)

O Tribunal de Justiça do e dos Territórios negou neste domingo (16) a prisão do , apresentador do Jornal Nacional, da TV Globo.

Movida por Wilson Issao Koressawa, a ação acusava o jornalista de "participar de uma suposta organização criminosa, composta por outros profissionais da emissora, para falar sobre os impactos positivos da vacina no combate à pandemia".

O homem pediu a prisão do jornalista por incentivar a vacinação contra a Covid-19. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, da Folha. Conforme apurado por Mônica, a juíza Gláucia Falsarella Pereira Foley julgou a ação como "descabida".

Na decisão, Falsarella ainda classificou a ação movida contra William Bonner como uma "panfletagem política ao reproduzir teorias conspiratórias sem qualquer lastro científico e jurídico".

"O poder Judiciário não pode afagar delírios negacionistas, reproduzidos pela conivência ativa —quando não incendiados— por parte das instituições, sejam elas públicas ou não", disse a juíza em sua decisão.

Veja também

Isabela Tibcherani se pronunciou nas redes sociais após a prisão de Paulo Cupertino, nesta segunda-feira (16)

Últimas notícias