Fim do caso: Johnny Depp vence batalha judicial e Amber Heard terá que pagar 15 milhões de dólares

Os dois foram condenados a pagar um ao outro em acusação mútua de difamação nesta quarta-feira (1), mas júri considerou que valor pago por atriz deve ser maior que o do ator
| 01/06/2022
- 16:07
Fim do caso: Johnny Depp vence batalha judicial e Amber Heard terá que pagar 15 milhões de dólares
Foto: Reprodução

Após longas semanas de depoimentos, acusações e provas exibidas, o tribunal em Fairfax, Virgínia, Estados Unidos chegou a um veredito sobre as acusações entre Johnny Depp e Amber Heard. O júri composto por cinco homens e duas mulheres, se reuniu por cerca de 14 horas. Às 16 horas (horário de Brasília) desta quarta-feira (1), foi feito o anúncio: Depp foi absolvido por unanimidade das acusações de agressão a ex-mulher.

Segundo a apuração da CNN Internacional, Depp não compareceu ao tribunal para ouvir a decisão da sentença final, alegando ''compromissos de trabalho'', por isso assistiu online. Já Heard compareceu no tribunal vestida de preto.

Apesar da ausência do ator, dezenas de pessoas acompanharam do lado de fora do tribunal, com cartazes de apoio e contrários a Depp. Os dois foram condenados a pagar um ao outro em acusação mútua de difamação nesta quarta-feira (1), mas, o júri considerou que valor pago pela atriz deve ser maior que o do ator. A atriz deve pagar US$ 15 milhões a Johnny, e ele deve pagar US$ 2 milhões para Amber.

Entenda o caso

Depp estava processando Amber por difamação, após a atriz publicar um artigo em 2018 no jornal Washington Post afirmando que foi vítima de violência doméstica. Embora ela não tenha citado o nome astro do cinema, ficou evidente que Amber falava de Depp. Os advogados do artista afirmam que o associou as declarações de Heard ao ex-marido, o que lhe teria causado danos profissionais. Ele pede “não menos que US$ 50 milhões” de indenização por danos morais.

Johnny Depp e Amber Heard se casaram em 2015, mas, um ano depois a atriz pediu o divórcio e obteve uma ordem de restrição temporária contra Depp, alegando em sua judicial que ele havia sido vítima de abuso físico e verbal durante todo o relacionamento dos dois. Desde então, Depp e Amber acusam um ao outro de abuso doméstico e de difamação.

*Texto supervisionado por Gabriel Maymone

Veja também

Jesuíta Barbosa comenta cenas picantes que fez com Irandhir Santos

Últimas notícias