Dirigente também não disfarçou repulsa ao Flamengo

Entrevista concedida pelo ex-deputado federal e presidente do Vasco, Eurico Miranda, foi daquelas cheias de controvérsia. Em depoimento à Antônia Fontenelle, no programa ‘Na Lata’, no Youtube, Miranda fez declarações polêmicas sobre Romário, árbitros gays e, claro, seu maior desafeto, o Flamengo.

Durante a entrevista, Eurico falou até que não se importava que seus atletas fizessem suruba antes de partidas, desde que fizessem gol em campo. “Romário era um deles”, entregou o dirigente.”Eu não sou contra o jogador aproveitar, fazer e tal. Sou contra se isso influenciar na produção deles. Aí sou contra, aí eu aperto. Fora disso, jogador tem é que jogar bola”, completou o dirigente se referindo às festinhas antes de treinos e partidas.

Eurico também deixou clara sua opinião sobre árbitros gays apitarem partidas. “Eu não sou contra gay, eu só me manifestei contra árbitro gay, sou contra árbitro gay. Em campo, ele vai tender pro namorado dele”, contou.

O dirigente também afirmou que seu maior prazer é vencer seu maior desafeto, o Flamengo e até rogou praga contra o time rubro-negro “Não tenho nenhuma simpatia pelo Flamengo. Não tenho ódio mas se você me perguntasse se eu gostaria que o Flamengo morresse, eu gostaria. Eu matar não. Mas pode ter uma morte natural”, concluiu.

Confira a entrevista na íntegra