Leonardo Dicaprio e ‘Mad Max: Fury Road' foram os vitoriosos, além de ‘Spotlight'

 

A cerimônia do neste domingo (28) em Los Angeles foi uma noite de primeiras vezes. Ao menos para Leonardo DiCaprio, que levou a estatueta de melhor ator por “O Regresso”. No entanto, o prêmio de melhor filme foi para “Spotlight: segredos revelados”.

Os outros atores premiados ganharam em sua primeira indicação. Brie Larson levou por “O quarto de Jack”. A sueca Alicia Vikander foi melhor atriz coadjuvante por “A garota dinamarquesa”. Mark Rylance foi melhor coadjuvante por “Ponte dos Espiões”. Foi também uma cerimônia com um bicampeonato (o melhor diretor Alejandro G. Iñárritu) e um tricampeonato (o diretor de fotografia Emmanuel Lubezki). Eles venceram por “O regresso”.

 Reuters/Divulgação

 

Quando o assunto foi prêmios técnicos, não teve para ninguém. “Mad Max: Estrada da Fúria” levou seis estatuetas desse tipo. Ficou com mixagem de som, edição de som, montagem, cabelo e maquiagem, design de produção e figurino.

A animação brasileira “O menino e o mundo” perdeu o Oscar para “Divertida mente” e Lady Gaga perdeu o prêmio de canção original para Sam Smith. A premiação foi comandada por Chris Rock. O apresentador aproveitou todo seu tempo com piadas mirando o racismo e o boicote ao Oscar proposto por algumas celebridades negras. Ele tratou o assunto com bastante sarcasmo e foi bem recebido pela plateia.