Aproveitar a folga do Carnaval em rios e balneários é praxe para os sul-mato-grossenses. Mas, imagina só chegar em um balneário para tomar banho e uma “dominar” a área, impedindo qualquer banhista de entrar em seu habitat natural?

É o que aconteceu no último final de semana no Balneário Santuário do Prata, em (MS), a 238 quilômetros da Capital . Banhistas e turistas que estavam no local para curtir o feriado e se refrescar do calorão tiveram o lazer “interrompido” porque uma enorme sucuri decidiu aproveitar a área – que é sua por natureza.

Impressionados, os populares ficaram de queixo caído observando a cena. Muitos deles se reuniram para filmar a sucuri que majestosamente ocupava o espaço. Conscientes, todos respeitaram o animal em seu habitat e apenas ficaram olhando e fazendo comentários sobre a serpente: “a bicha é grande”, diz uma das banhistas em um vídeo que está viralizado no TikTok.

Será que, depois da sucuri seguir o curso do rio e sair do local, alguém ainda teve coragem de entrar na água? Assista:

@thiago.norberto1

♬ som original – Thiago Norberto

Após ter acesso ao vídeo, o biólogo Gustavo Figueirôa orienta caso uma situação semelhante volte a se repetir. “Sabe o que tem que fazer nesse caso? Nada! Só apreciar a vista, como esses turistas fizeram. O bicho não representa mal pra ninguém. Ele tá lá em seu ambiente natural, descendo o rio e seguindo sua vida. Não tem nada errado, é só apreciar a natureza”, afirma o profissional.

“O que esses turistas fizeram é o certo. Ficaram observando, de longe, apreciando, contemplando essa maravilha”, frisa o biólogo, recomendando que todos façam o mesmo em ocasião semelhante.

Cabe ressaltar que a sucuri não é uma peçonhenta. Carnívora, ela se alimenta basicamente de animais que dividem o mesmo habitat.

Viralizou

Apesar da publicação dizer que a sucuri foi vista em Bonito, o caso aconteceu no Balneário da cidade de Jardim. Compartilhada no TikTok, a gravação do avistamento já passa dos 600 mil likes e tem milhares de visualizações. Nos comentários, vários brasileiros aproveitaram para contar suas histórias com cobras em rios.

Vale lembrar que avistamentos de sucuri já se tornaram rotina em , especialmente nos municípios mencionados acima. Em Bonito, por exemplo, moradores de um residencial de luxo já chegaram a conviver com uma cobra da espécie – que apenas estava em seu habitat natural, onde o condomínio foi construído.

Vilmar Teixeira, guia turístico e monitor ambiental, também é conhecido por conviver com as serpentes em Bonito. Relembre as histórias:

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.