Era por volta de quatro e meia da manhã de segunda-feira (5) alguns moradores já acordados para mais um dia de labuta foram surpreendidos com um elétrico, precedido de luzes estonteantes que iluminavam o céu a quilômetros de distância. Quem ainda estava dormindo acordou rapidamente com a queda de , acompanhada de um barulho intrigante.

Início da semana, com a “ressaca” da folga, era até difícil raciocinar. O que estava acontecendo? Que luzes eram aquelas iluminando o céu, ainda sem a presença do sol? Assustados, muitos campo-grandenses juraram de “pé junto” que um disco voador havia descido em e até que uma invasão extraterrestre aconteceria a partir dali.

Logo, vídeos do céu iluminado com as luzes “misteriosas” começaram a circular na internet nas primeiras horas desta segunda (5). Sem informações e amedrontados com o cenário, campo-grandenses inebriados pelo sono começaram a deduzir e até discutir nas redes sociais garantindo que “aquilo não era coisa do ser humano”.

O que você pensaria ao acordar e ver o céu dessa maneira? Assista:

Imagens: Passeando em Campo Grande

Versões de uma “invasão alienígena”

Mesmo depois que a imprensa checou e descobriu que o apagão e as luzes eram oriundas de uma explosão em uma subestação de energia, houve quem não acreditasse. “O céu ficou piscando, parecendo luz de disco voador” e “Eu jurei que Jesus estava voltando”, são exemplos comentários que repercutiram.

Mas alguns moradores foram além em seus relatos. “Passou em cima da minha casa aqui no Vilas Boas. Acordei quando acabou a luz. Achei que era meu olho. Até que fui ao banheiro e notei uma luz muito forte piscando lá fora, desci rapidamente e quando saí na porta a luz parou. Mas ficaram vários objetos brilhantes sobrevoando. Isso durou até a luz voltar”, compartilhou uma campo-grandense.

De outro bairro, uma moradora também afirmou ter presenciado uma cena “de arrepiar”. “Eu moro no Coopharádio e vi um objeto que sumiu bem rápido, piscando verde e vermelho. Ficou parado e depois saiu rapidamente. Aquilo não era avião de jeito nenhum. Acho que tivemos um evento ufológico”, disparou ela.

“Foram 10 minutos de luz piscando, tanto as de casa como no céu, parecia invasão alienígena”, “Eu ainda acho que era uma nave espacial, mas quem vai acreditar em mim?”, comentaram outros.

E ainda há quem acredite em uma conspiração para “esconder a verdade”. “Não tem explicação porque o barulho e as luzes pararam do nada, pelo menos aqui no meu bairro. Como se não quisessem que víssemos o que era… sei não… vamos aguardar o que a mídia irá falar para tentar tapar o que realmente vimos”, expressou um campo-grandense.

Em meio a repercussão, página local frisou que "não foi um ET" o responsável pelo ocorrido
Em meio à repercussão, página local frisou que “não foi um ET” o responsável pelo ocorrido

Mas, o que realmente aconteceu?

Não demorou muito para a verdade ser elucidada. Entretanto, após os fatos serem esclarecidos, muita gente segue batendo o pé que Campo Grande foi alvo de uma invasão extraterrestre. Mas o que realmente aconteceu está longe de ser um fato inexplicável.

A explosão que gerou um apagão para mais de 40 mil campo-grandenses e provocou as luzes no céu foi ocasionada por um ladrão que invadiu a subestação de energia da Vila Progresso para tentar furtar fios.

O acidente causou um curto-circuito com incêndio por volta das 4h30 da madrugada de segunda (5). Os moradores chegaram a ficar temporariamente sem energia, mas abastecimento foi normalizado após duas horas.

O homem foi eletrocutado com cerca de 130 mil kilovolts e morreu ali mesmo, completamente carbonizado. Identificado como Jorge Hermenegildo Staskowian Júnior, ele tinha 35 anos e várias passagens por furto.

Com o caso resolvido, fica desmontada a tese de invasão alienígena que, curiosamente, alguns seguem acreditando. O fato não é isolado e lembra até um antigo e clássico episódio que marcou a história de Campo Grande: o suposto avistamento de um óvni no Morenão, na década de 1980.

Óvni do Morenão

O caso é considerado o maior avistamento coletivo de um Óvni e um dos mais estudados também. Em 6 de março de 1982, quando o Operário vencia o da Gama por 2 a 0, um objeto que emitia luzes pairou sobre o Estádio Morenão. Muitas pessoas até hoje afirmam ter visto o objeto voador.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.