O avistamento de uma arara híbrida, resultado do cruzamento de arara-canindé com arara-vermelha, deixou o fotógrafo da natureza Cassiano Zaniboni impressionado. O registro belíssimo foi feito em Campo Grande (MS), único lugar no mundo onde araras híbridas já foram vistas na natureza. Em cativeiro, a reprodução é mais comum.

De São José do Rio Preto, o fotógrafo fez passagem por Campo Grande e se emocionou ao conseguir gravar, pela primeira vez, esse animal raríssimo, que impressiona pela coloração diferenciada, em condição natural.

“Pela primeira vez na vida pude ver e fotografar na natureza um indivíduo híbrido de Arara-vermelha (ara chloropterus) e Arara-canindé (ara ararauna). Esse indivíduo está nidificando em um ninho natural na cidade de Campo Grade (MS) e vem sendo monitorado pelo Instituto Arara Azul”, contou Zaniboni ao compartilhar o registro em suas redes sociais.

Ao se deparar com a arara híbrida, ele relata ter se emocionado. “Fiquei impressionado com a beleza do bicho! A gente aprende que vermelho misturado com verde fica laranja né? Pois é! Na natureza não é diferente!”, observa.

Veja:

Conforme o Instituto Arara Azul, os ninhos das araras híbridas, cruzamento de arara-canindé com arara-vermelha, também são monitorados na Capital. O cruzamento, que já existia há anos em cativeiro, começou a ser observado em vida livre na cidade de Campo Grande em 2002.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.

Saiba Mais