Mas o quê? Após matéria do Midiamax destacando um flagra de um tamanduá-bandeira enfrentando e colocando uma onça-pintada para correr no pantanal de Mato Grosso do Sul, versões equivocadas da cena começaram a se espalhar na internet, afirmando que o registro é de um momento de amizade e brincadeira entre esses animais, o que não é verdade.

Como explicado inicialmente pela reportagem do Jornal Midiamax, que foi a primeira a trazer luz ao flagra recente, o tamanduá-bandeira espantou a onça ao se sentir acuado. O mamífero, conforme o biólogo Fábio Paschoal, é capaz de matar o felino com um abraço.

Apesar da matéria inicial detalhar todas essas informações com a fala do especialista, circulam na web outras afirmações errôneas dizendo que os animais são amigos e estavam até “brincando de pega-pega”, fato refutado por Paschoal, que praticamente convive com as onças no pantanal e até largou sua vida em São Paulo para ficar perto desses felinos como guia em Mato Grosso do Sul.

Mas tem muita gente acreditando e “batendo o pé” que o vídeo mostra uma brincadeira de onça e tamanduá e insistindo na falsa história de “amizade”.

“Esse termo amizade é complicado de se usar na vida selvagem, na natureza. É um sentimento que a gente tem, que a gente sente pelo outro, mas é uma coisa mais humana. Os bichos podem colaborar um com o outro. No caso, eles não estão brincando. O tamanduá está se protegendo”, garante o biólogo.

Paschoal explica ainda mais as nuances da cena. “Ele se sentiu ameaçado e foi pra cima da onça ali. E a onça sabe que ela precisa tomar cuidado. O tamanduá é um bicho grande, então se ela ver ele de pé, fica ainda maior. Com as garras dele, ele pode sim matar uma onça-pintada. Ali não era uma situação dos bichos estarem brincando não, o tamanduá estava se defendendo da onça”, frisa o profissional.

Relembre as imagens, gravadas pelo guia Fernando Lino, que geraram assunto e viralizaram nas redes:

Abraço de tamanduá pode matar onça

Por fim, o biólogo pontua sobre o comportamento do tamanduá e até faz alusão a uma expressão popular envolvendo o animal.

“O tamanduá pode ser uma presa da onça, só que a onça precisa tomar muito cuidado, porque o tamanduá tem garrinha afiada. Então, se ele sente uma ameaça, ele levanta nas patas traseiras, abre os braços e mostra as garras afiadas. Se a onça investir, ele dá um abraço e, com essas garras, pode até matar uma onça-pintada. Por isso que quando alguém que não gosta de você te dá um abraço, a gente fala que essa pessoa está te dando um abraço de tamanduá. É daí que vem essa expressão”, finaliza.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, o sigilo é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.