O desaparecimento do cãozinho Pitbull, da raça Shih-Tzu, em Campo Grande, deixou a família do professor João Paulo Silva, de 38 anos, muito abalada. O cachorro tem 3 anos e 10 meses e está sumido desde o dia 5 de novembro, no bairro Coophavila 2.

“Ainda é uma incógnita. Um dia antes do ocorrido, furtaram os fios do novo padrão de energia de casa. No dia seguinte, como uma maneira de inibir futuras ações, soltei os três cachorros, Pitbull (Shih-Tzu), Max Rottweiler e Vovô (sem raça definida), para ficarem na parte da frente da casa, onde há maior espaço. Os vira-latas ficaram próximos à varanda dos fundos e o Pitbull sempre preferiu ficar mais próximo ao portão”, conta o tutor do cachorro desaparecido ao Jornal Midiamax.

No dia seguinte, logo pela manhã, João procurou Pitbull para levá-lo ao petshop e não o encontrou. Desde então, o Shih-Tzu de 3 anos nunca mais foi visto. “Não tinha como ele ter saído pelo portão ou algo parecido. Tudo indica que alguém pulou o muro e, ao perceber que não teriam acesso a mais nada, o pegaram. Esta é a hipótese mais provável, pois encontrei evidências que entraram na minha residência”, relata o dono.

Por que Pitbull chama Pitbull sem ser um Pitbull?

João Paulo diz ao MidiaMAIS que Pitbull foi adotado em 2019, quando tinha apenas 4 meses de vida, e explica porque o cãozinho é chamado assim.

“Eu queria dar um nome diferente para aquele animal fofinho e então surgiu esta ideia. Após alguns meses, a pedido da minha afilhada, acabei pegando outro cachorro que se chama Max Rottweiler. Foi uma forma bem humorada que tive de ter duas companhias pets em um momento muito difícil que eu passava”, relata o professor.

Pitbull já acompanha e é mascote da família há 3 anos e ficar sem saber do paradeiro do animalzinho tem sido motivo de aflição. “Meus afilhados sentem muito a falta dele, pois sempre o levava até a casa dos meus pais para eles brincarem. Eu, as crianças e meus pais que são idosos temos muito amor a eles”, afirma.

Pitbull é o xodó da família - (Fotos: Arquivo Pessoal)
Pitbull é o xodó da família – (Fotos: Arquivo Pessoal)

Problema de saúde

Há um agravante na situação de Pitbull que está tirando o sono de João e dos que adoram o cãozinho. “Ele faz uso de medicamentos contínuos para espondilose e zoonoses que, quando não tratada corretamente, pode transmitir às pessoas”, explica o dono.

Pitbull tem problema de saúde crônico e faz uso de remédios e ração especial. Se não fizer o uso dos remédios da forma correta, o quadro pode se agravar. Precisamos seguir com tratamento contínuo. “Tenho muita gratidão e amor a este companheiro e amigo. Por favor, nos ajude a encontra-lo. se você viu, pegou ou sabe com quem está com ele, nos informe!”, pede o professor.

Além do apelo, João Paulo divulgou na noite desta quarta (16) que está oferecendo uma recompensa de R$500 para quem encontrar Pitbull e devolvê-lo a família.

? Visto pela última vez em: 05/11/2022
? Campo Grande/MS
? Bairro: Coophavila II
?Tel: (67) 99224-2303
?? Pessoa responsável: João Paulo

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.