MidiaMAIS

Autocine exibe filmes em homenagem aos 44 anos de MS; confira as sinopses

Entrada é franca e aberta ao público em geral

João Ramos Publicado em 07/10/2021, às 09h21

Imagem do documentário Flores de Bálsamo
Imagem do documentário Flores de Bálsamo - (Foto: Divulgação)

Como parte da programação das comemorações dos 44 anos de MS, a Fundação de Cultura lança no dia 12 de outubro, às 19 horas, no Auto Cine da UFMS, os documentários "MS em Imagens e Sons" produzidos durante o curso ministrado pelo MIS e TVE Cultura – Prêmio Darcy Ribeiro.

A entrada é franca e aberta ao público em geral. Confira abaixo as sinopses dos documentários que serão exibidos:

Poty (7’13)

Sinopse: A roupa típica Guarani e Kaiowá é muito importante durante os cantos e precisa ser vestido com esse Poty, através disso o Jary se aproxima cada vez. As jovens, futuras Nhandesy’s (rezadeiras) aprendem com as mais velhas, assim como aprendem a tocar instrumentos como o Takapu, fundamentais nos rituais sagrados.

Direção/ Roteiro/ Câmera / Som: Daniele Jorge João e Michele Perito Concianza

Edição: Marineti Pinheiro

Pós-Produção Carlos Diehl

Finalização EV Imagens

Flores de Bálsamo (16’)

Sinopse: A descoberta de um antigo instrumento musical proporciona o encontro de um jovem com a música e as tradições da Ilha de Okinawa, despertando também as lembranças de seus bisavôs. As histórias do casal de idosos convidam o espectador a refletir sobre a relação entre o som e memória, como também sobre continuidade e mudança cultural.

Roteiro, Fotografia e Direção: Lucas Miyahira dos Santos, Henrique Arakaki e Karen Freitas

Som Direto e Pós-Produção de Áudio Vitor Tomaz Zan

Animação de Abertura: Henrique Arakaki

Color Correction: Lucas Miyahira dos Santos

Operador de Áudio: Roberto Tormin

"Troca de Gibis – Uma mania dos anos 60-70” (14’51)

Sinopse: Burburinho nas tardes dominicais ao lado do Santa Helena! A calçada era dividida por cinéfilos, vendedores ambulantes e trocadores de gibis. A nostalgia da Campo Grande dos anos 1960 a 1970 é relatada por depoimentos de quem viveu o auge da mania da troca dessas Histórias em Quadrinhos. Recorte que documenta a influência dos gibis às novas gerações por seu encantamento. Espera-se que sempre haverá leitores.

Pesquisa e Argumento: Celso Higa

Roteiro, produção e direção: Celso Higa, Sandra Freitas e Thays Regina Biehl

Imagens: Carlos Diehl, Marineti Pinheiro e Rachid Waqued

Edição: Carlos Diehl e Thays Regina Biehl

Finalização: EV Imagens

Abayomis ( 9’)

Sinopse: A importância do reconhecimento da ancestralidade e da representatividade que as crianças negras precisam para construir sua identidade de maneira positiva. Abayomis utiliza da memória afetiva e da feitura da boneca preta para transmitir valores de amor, respeito e resistência que uma mãe ao se recordar da sua infância recupera em um baú suas bonecas pretas que representa a herança e o legado da sua família.

Direção Sheila Azevedo

Roteiro Sheila Azevedo Pereira e Luciana Scanoni

Assistente de Roteiro Vagner Santos

Produção Ana Rita Dorneles, Sheila Azevedo, Luciana Scanoni e Raylson Chaves

Fotografia Raylson Chaves, Luciana Scanoni, Carlos Diehl, Marineti Pinheiro

Edição Raylson Chaves

Pós-produção Carlos Diehl

Invasão Rap (16)

Sinopse: O documentário nasce da vida de Diogo Espírito, que somado as narrativas de Mano Xis, Marilena Grolli, DuBueiro, Mariana Rocha e Renato Naldinho, contam suas trajetórias na cultura hip hop.

Roteiro, fotografia e Direção: Nicoly Vargas, Beatriz Bogarim, Matheus Loureiro e Diogo

Espirito Santo

Som direto: Carlos Dihel

Cinegrafista: Emerson Silva

Edição e Montagem: Matheus Loureiro

Assistente de edição e colorização Thauanny Maíra

Jornal Midiamax