MidiaMAIS

Projeto de escola municipal leva livros e gibis a alunos para incentivar leitura na pandemia

Manter os hábitos de leitura em dia é um dos principais objetivos dos mestres, principalmente quando se tratam de crianças em aprendizado

Carlos Yukio Publicado em 28/08/2020, às 12h58 - Atualizado às 13h12

(Foto: Divulgação/PMCG)
(Foto: Divulgação/PMCG) - (Foto: Divulgação/PMCG)

As aulas remotas são um desafio tanto para os pais quanto para os professores. Manter os hábitos de leitura em dia é um dos principais objetivos dos mestres, principalmente quando se tratam de crianças em fase de aprendizado. A Escola Municipal Kamé Adania criou o projeto “Ler…Imaginar…Se Aventurar…” com sacolas de livros e gibis entregues para os alunos durante a pandemia.

O projeto de leitura tem a pretensão de contribuir para a formação de alunos leitores críticos e participativos, capazes de interagirem em sua realidade na condição de cidadãos conscientes. Não se trata apenas de seu desenvolvimento intelectual, mas também do físico, do cuidado com sua saúde.

Projeto de escola Municipal leva livros e gibis ao alunos para incentivar leitura na pandemia
Professores da escola fizeram arrecadação de livros e gibis e confeccionaram sacolas para serem entregues aos alunos do 2º ao 5º ano (Reprodução, Arquivo Pessoal)

“A escola sempre desenvolveu um projeto de leitura com os alunos chamado de ‘sacola mágica’. Esta sacola fazia um rodízio entre os alunos da sala, e toda semana era um livro diferente e com atividades sobre esta leitura e depois exposto para a sala para contemplar o conhecimento”, conta a professora de artes Gislaine Santos.

Mudanças necessárias

Devido ao momento de pandemia do coronavírus foi oferecida para cada aluno de forma individualizada uma sacola contendo diferentes gêneros textuais. Além, foi encaminhada uma ficha junto ao caderno de atividades complementares domiciliares para ser respondida após a leitura.

“Este ano devido a pandemia e novos contextos a serem assimilados por todos nós pensamos em como continuar este projeto que sempre trouxe muitos resultados para escola então neste momento junto a direção coordenação professores surgiu a ideia de fazer isso com os alunos em casa”.

Com a grande quantidade de alunos, quase 150 estudantes de 7 a 11 anos, foi necessária uma campanha de arrecadação de livros para que todas sacolas tivesses pelo menos uma produção para leitura em casa. Graças a doações, os professores fizeram a entrega de forma organizada e sem aglomerar.

Projeto de escola municipal leva livros e gibis a alunos para incentivar leitura na pandemia
(Reprodução, Arquivo Pessoal)

Retorno ideológico

Para saber se a leitura estava sendo feita, a escola também aderiu a desafios para as crianças serem estimuladas nas atividades. Os professores lançam desafios de tempo, ou quem será os primeiros a responder nos grupos de Whatsapp, e as crianças começaram a aceitar a ideia e mandaram os vídeos como resposta.

“O que eu observo como professora de Arte é que estimular a leitura neste momento e de forma desvinculada das obrigações escolares traz muitos benefícios e ao mesmo tempo, estimula aprendizados importantes que terão influência no desempenho escolar. Para mim, esta atividade ainda reforça ou até aumenta os laços afetivos entre a criança e a família”, conta a professora.

Segundo a escola, estimular alguém a ler exige esforço, requer parcerias e compromisso sério por parte de todos os envolvidos no processo educacional. Por isso, os professores começaram mais uma campanha de arrecadação para a continuidade do projeto no mês de setembro. Para doar, basta entrar em contato pela página do Instagram @emkameadania ou pelo telefone (67) 2020-4058.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelo telefone 67 99965-7898. Siga a gente no Instagram – @midiamax

Jornal Midiamax