Um dos itens mais importantes para as mulheres quando chegam as festas de junho são os vestidos caipiras. A originalidade na hora de escolher seu modelo é algo que conta muito quando o mais fácil a fazer é ir até a loja de fantasias mais próxima e comprar um vestido comum e que com certeza será repetido por outra pessoa durante a Festa Junina.

No Brasil, a festa junina começou a surgir em caráter folclórico. Dessa forma, acabou tomando conta de comunidade caboclas. Foi nessas comunidades que a vestimenta típica começou a aparecer nos integrantes que compunham a quadrilha, dança característica e de origem francesa que tomou conta das festas juninas por todo o mundo. Foi a vestimenta clássica a grande responsável pelo real reconhecimento do evento caipira pelo mundo todo.

Tutorial, ideias e inspirações para fazer seu vestido de Festa Junina em casa

As meninas se vestiam com vestidos abaixo do joelho e que com o tempo foram encurtando, sem deixar de levar o famoso chapéu de palha. Como as comunidade caboclas eram de origem pobre, muitos vestidos eram feitos com tecido xadrez e com muito retalhos de outras roupas. O velho chapéu de palha também fazia parte da indumentária dos homens, que se vestiam calças compridas e camisas em tecido xadrez.

Para ir com estilo para pular fogueira e comer muito pé-de-moleque, é preciso estar vestido de acordo com os costumes. Mas não necessariamente isso significa que você gastará rios de dinheiro com a sua fantasia temática.

Confira um passo a passo de como fazer seu vestido customizado em casa:

Alem de doer bem menos no bolso, a sua confecção será original, inédita, com a sua cara e personalidade. Tendo um pouco de habilidade com trabalhos manuais e um conhecimento básico de noções de costura, é possível fazer a sua própria crianção.

Tutorial, ideias e inspirações para fazer seu vestido de Festa Junina em casa

Passo a Passo

Material Necessário

  • Uma blusa de malha da criança (a blusa precisa servir sem aperto para confeccionar o vestido com folga)
  • 1 ½ de tecido xadrez de material 100% poliéster (bastante usado na produção de cortinas de cozinha, por exemplo). O tecido pode ser chita na estampa favorita se você preferir
  • Linha em uma das cores do tecido
  • Agulha de mão
  • Dez metros de renda de nylon
  • 1,50 metros de fita de cetim número 12 (escolha outra largura desejada se preferir) em uma das cores do tecido
  • Papel de molde
  • Tesoura
  • Fita métrica

Modo de Fazer

1. Para começar, vale lembrar que a blusa será base do seu vestido e para quem não tem muita experiência com corte e costura, este é o método mais prático.

2. Coloque o tecido em cima do molde para desenhar a manga. Para confeccionar de forma correta, aumente o tamanho da manga em aproximadamente 50%.

3. Agora é hora de franzir o punho de prender na manga da blusa base. Este procedimento de franzir requer um pouco de técnica no que diz respeito ao uso de agulha e da linha de costura.

4. Para começar a modelar o seu vestido, una as costas com a parte da frente utilizando as mangas. Use as laterais para fechar o vestido e os ombros para unir a parte frontal e a traseira. A modelagem é feita com alinhavos pequenos, se tornando uma forma mais simples de começar a construir o modelo do seu vestido. É preciso prestar atenção no tecido de malha da blusa base que se molde facilmente ao corpo. Por isso, na hora de costurar as bases, dê uma leve esticada para que o tamanho não ceda demais ao vestir o modelito.

Tutorial, ideias e inspirações para fazer seu vestido de Festa Junina em casa

5. Corte um retângulo de tecido para começar a costurar a saia. É muito importante começar a franzir as bases no momento da costura. Assim, é só costurar a saia já franzida nas outras partes já fixas do seu vestido. Preste atenção ao tamanho!

6. Hora da customização e dos acabamentos. Costure a renda na barra da saia do vestido, nas magas e em outros locais para tampar os remendos e as linhas de costura. O uso e sianinhas, frufrus e fitas é muito bem vindo para este acabamento.

7. Para tampar os remendos da costura na cintura que fixou a saia no corpo do vestido, use uma fita bem grossa e que combine com a coloração da vestimenta. Para que a mesma não solte durante as danças típicas da festa junina, é aconselhável prender a fita em três lugares diferentes usando linha e agulha: centro das costas e laterais.

8. Para terminar e se for necessário, faça várias camadas embaixo da saia para que ela fique mais rodada. Use rendas e faça uma costura bem firme nas bases da saia. Corte um retângulo e faça o bom e velho franzido no tecido.