Guia de locais ‘amigáveis’ para crianças promete tirar mamães e papais de casa

Projeto reúne atividades e áreas de lazer ideais para se levar as crianças 
| 28/05/2015
- 13:25
Guia de locais ‘amigáveis’ para crianças promete tirar mamães e papais de casa

Projeto reúne atividades e áreas de lazer ideais para se levar as crianças 

A pergunta é uma só: posso levar as crianças? Quem tem filhos já passou por essa situação e garanto, muitas vezes, deixou de ir aos locais preteridos, depois de analisar a estrutura e adequação aos pequenos. Pois bem, seus problemas acabaram. Há um mês a jornalista Bárbara Vitoriano, 29 anos, resgatou do baú um projeto que promete salvar pais e mães de plantão.

Bárbara já conhecida aqui do MidiaMAIS, em março ela nos deu entrevista sobre empreendedorismo materno, relembre aqui. Passados alguns meses, ela retorna para nos apresentar seu novo projeto o “Roteiro Baby”. Com página no Facebook, Instagram e Twitter, o guia quer provar que é mais que possível, e necessário, ter diversão em família.

“Eu não sou da cidade. Quando me mudei, eu e meu marido sentíamos a necessidade de sair e claro de levar as crianças, mas o problema é que nem todo lugar é seguro e atrativo para as crianças”, diz a mãe de duas – Júlia de 6 anos e Isadora de 1 ano e 8 meses.

Locais com área de recreação e monitores são os favoritos da mães e pais e por isso recebem destaque. No entanto, o projeto apresenta também opções mais baratas e até mais divertidas, como feiras de trocas de brinquedos, rodas de brincadeiras e passeios coletivos por parques.

“Tem muita coisa para se fazer aqui, nós só não sabemos onde elas estão acontecendo. Por isso ideia de reunir tudo nos perfis”, conta.

Como os outros empreendimentos de Bárbara, esse também é um sucesso e em pouco tempo a interação entre as seguidoras cresceu significativamente, chovem mensagens e sugestões sobre locais e atividades interessantes. “A vida muda completamente depois da maternidade e é natural que mães e pais passem a ver o mundo de outro jeito. Procuramos perigo e atrações para as crianças em todos os lugares”, conta.

O projeto existe em várias cidades brasileiras e ainda engatinha em Campo Grande, mas ninguém tem dúvidas de que será um verdadeiro guia para as famílias. 

Veja também

Carlos também foi diretor presidente da Fundação de Cultura

Últimas notícias