Prefeitura diz que pagamento foi feito à zero hora desta quinta-feira

Cerca de 500 trabalhadores contratados pela Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) por meio do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), retornaram ao trabalho. Eles haviam paralisado as varrições, capinagens e serviços gerais por falta de pagamento salarial.

A Prefeitura confirma que o pagamento foi realizado à zero hora desta quinta-feira (12), no entanto, não informou o valor depositado aos trabalhadores.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, o atraso foi provocado por um “problema técnico no Programa de Inclusão Social com o Convênio do Banco do Brasil”.

Quanto ao atraso na entrega da cesta básica, a Prefeitura justifica que devido ao fim do contrato de fornecimento foi necessário fazer um novo processo de licitação e garante que o problema não será repetido. Além disso o Município se compromete a verificar a qualidade dos alimentos  fornecidos aos trabalhadores.

Nessa quarta-feira (11), durante a paralisação, os trabalhadores reclamaram da comida servida no almoço. Segundo eles, alimentos estragados eram colocados nas refeições. A assessoria de comunicação da Prefeitura diz que a fornecedora de marmitex foi notificada e se compromete a adotar maior controle sobre a qualidade da alimentação.