Sejusp diz que burocracia em convênio mantém motocicletas paradas na sede da PM

A assessoria de imprensa da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) entrou em contato com o jornal Midiamax nesta segunda-feira (4), e explicou que as 14 motocicletas que estão no hall de entrada do Comando da Polícia Militar ainda não foram entregues pelo fato de terem sido […]
| 05/08/2014
- 18:56
Sejusp diz que burocracia em convênio mantém motocicletas paradas na sede da PM

A assessoria de imprensa da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) entrou em contato com o jornal Midiamax nesta segunda-feira (4), e explicou que as 14 motocicletas que estão no hall de entrada do Comando da Polícia Militar ainda não foram entregues pelo fato de terem sido adquiridas com recursos federais, através de um convênio que ainda não foi finalizado.

Encalhadas

Setenta e duas novas viaturas foram entregues à PM durante solenidade realizada no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo em março deste ano.

Ao todo foram 36 carros, sendo dois caminhos-guincho, e 36 motocicletas para 31 municípios do Estado, através do convênio entre o governo de MS, a PM (Polícia Militar), Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul).

Depois de cinco meses de entrega, das 36 motocicletas 14 ainda estão “encalhadas”. Elas foram colocadas em volta da rampa que dá acesso ao piso superior do prédio.

Um militar denunciou a situação e preferiu não se identificar por medo de sofrer represálias. “Apesar destas solenidades de entregas, as viaturas rodam muito mais que um carro particular, ou seja, tem um desgaste maior, entretanto falta manutenção ou reposição delas. E achamos um absurdo, viaturas novas ficarem paradas, contrariando o objetivo pelo qual foram compradas”, disse.

Ele diz que nos últimos concursos da PM tem se exigido a categoria referente à motocicleta na carteira de habilitação, porém, os militares recrutados para fazer o uso destes veículos, se quer passaram por treinamento.

“Meus companheiros que foram selecionados estão esperando a ‘tal’ preparação que já virou lenda e tememos pela manutenção dos veículos, que podem se deteriorarem com o tempo. Queremos trabalhar, mas não nos dão condição para isso”, alega.

Investimento

Durante a solenidade de entrega, anunciou-se que o investimento foi superior a R$ 2,3 milhões no aparelhamento da PM nas cidades do interior do Estado. Dos valores usados para a aquisição dos 72 veículos estão inclusive as multas aplicadas em cada município.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias