Geral

Muricy diz que não sabia de imbróglio de Neymar: “não me envolvo com isso”

A transferência de Neymar ao Barcelona ocorreu na metade de 2013, mas voltou a ser notícia neste início de ano por conta de revelações envolvendo os valores da transação. O imbróglio fez com que Sandro Rosell deixasse a presidência do clube espanhol, e no Brasil o pai do atacante fez revelações sobre o tema. O […]

Arquivo Publicado em 30/01/2014, às 12h08

None

A transferência de Neymar ao Barcelona ocorreu na metade de 2013, mas voltou a ser notícia neste início de ano por conta de revelações envolvendo os valores da transação. O imbróglio fez com que Sandro Rosell deixasse a presidência do clube espanhol, e no Brasil o pai do atacante fez revelações sobre o tema. O staff do atleta revelou uma carta, datada de 8 de novembro de 2011, na qual o então presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, lhe autoriza a negociar com outros clubes.

O treinador do Santos na época era Muricy Ramalho, atualmente no São Paulo. Na ocasião, o técnico preparava a equipe alvinegra para disputar o Mundial de Clubes, que terminou em derrota justamente para o Barcelona por 4 a 0. Questionado sobre o assunto, o comandante afirmou não ter conhecimento sobre o assunto na época.

“Quero que você saiba que sou do tipo de treinador que se mete com jogador no dia a dia, no campo de treinamento, na parte disciplinar. Parte financeira não chego nem perto disso. Sei como é o mundo do futebol e sou um cara que não me envolvo com isso”, argumentou o treinador, que não crê que o assunto possa ter interferido na atuação de Neymar em 2011.

“Eu não sabia e não influenciou em anda. O Neymar não está nem aí, quer jogar futebol, não importa o time. Acho que ninguém sabia. Não sei como foi feito isso, mas não influenciou nada. Sempre tive um relacionamento ótimo com ele e o pai. Nesses dias mesmo troquei mensagem com ele, desejei que se recuperasse logo. Mas não influenciou em nada não. São coisas financeiras que não devo me meter”, avisou Muricy.

O treinador citou caso similar que vive atualmente. O meio-campista Maicon tem proposta do Bologna e procurou o técnico para discutir o assunto, mas Muricy deixou a decisão totalmente nas mãos do jogador. “Ele veio falar comigo e disse que eu não interfiro. Se quiser ficar, é bem-vindo, é importante para a gente. Mas se ver o futuro dele, pode ir. Não seguro jogador”, disse. “Só vai se você quiser. Está na sua casa, não tem problema nenhum”, completou o treinador.

Jornal Midiamax