Jovem de 17 anos é abusada por dez homens no interior de SP

Uma adolescente de 17 anos foi abusada sexualmente por cerca de dez homens em Bauru, no interior de São Paulo. O crime aconteceu em um terreno baldio do Jardim Brasil por volta das 23h30 desta sexta-feira. Dois suspeitos foram presos e reconhecidos pela vítima. No entanto, a defesa dos suspeitos conseguiu alvará de soltura nesta […]
| 03/08/2014
- 04:28
Jovem de 17 anos é abusada por dez homens no interior de SP

Uma adolescente de 17 anos foi abusada sexualmente por cerca de dez homens em Bauru, no interior de São Paulo. O crime aconteceu em um terreno baldio do Jardim Brasil por volta das 23h30 desta sexta-feira. Dois suspeitos foram presos e reconhecidos pela vítima. No entanto, a defesa dos suspeitos conseguiu alvará de soltura nesta tarde, concedido pelo juiz de plantão. Eles não tinham antecedentes criminais. O caso será encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher para investigações e o inquérito pode levar até 60 dias para ser concluído.

A jovem contou à Polícia Militar que participava das comemorações do aniversário da cidade no Parque Vitória Régia na companhia de um casal de amigos. Ao final da festa, quando a amiga e o namorado dela saíram do parque, a adolescente foi abordada por um conhecido que ofereceu carona para voltar para casa. O homem mora no mesmo bairro da jovem, o parque Santa Edwirges, periferia do município.

Os dois seguiram até o local onde o veículo estaria estacionado, próximo da festa, porém ao se aproximarem de um terreno baldio a menor viu um grupo de homens no local. Ela foi obrigada a entrar no terreno e praticar sexo com os suspeitos.

“Ela nos relatou que, de uma forma ou de outra, todos praticaram o abuso. Ela estava muito nervosa e não soube precisar a quantidade certa de homens que estavam no terreno. Alguns ela conhecia, outros não. Mas acredita que foram cerca de dez”, disse o tenente Rodrigo de Ângelo, Comandante do Pelotão da Força Tática de Bauru. O celular da vítima também foi roubado pelos suspeitos.

A jovem conseguiu sair correndo e buscar ajuda em uma residência próxima ao local do crime. Ela ligou para a família que acionou a PM. Uma viatura que realizava patrulhamento próximo do local fez contato com a vítima e, a partir das informações passadas por ela, os policiais conseguiram prender um dos suspeitos. Rogério César da Cruz, 22 anos, conhecido como “Bidelo”, foi preso em casa e confessou o crime.

“O suspeito confessou que deu bebida alcoólica para a adolescente e que não conhecia todas as pessoas que estavam no terreno. Depois de receber sexo oral da vítima ele foi embora do local”, explica o tenente.

Rogério indicou aos policiais o endereço de outro homem que teria participado do abuso. Willian Gustavo Ferreira, de 19 anos, conhecido como “Boi”, também foi preso em casa e negou participação no crime. Segundo o tenente, Willian disse apenas que deu lança-perfume e carona à vítima antes do ocorrido e citou um menor de 16 anos como tendo sido o primeiro suspeito a abusar da vítima.

A jovem foi encaminhada à maternidade Santa Izabel onde foi submetida a exames para confirmar a violência sexual. Ela recebeu remédios contra doenças sexualmente transmissíveis e para prevenir a gravidez e foi liberada. Um legista da Polícia Civil acompanhou os exames. A jovem foi levada à Central de Polícia Judiciária onde reconheceu formalmente Willian e Rogério. Eles vão responder por estupro, associação criminosa e roubo e estão à disposição da Justiça. A polícia procura pelos demais suspeitos do abuso.

Últimas notícias