Foi inaugurado nesta sexta-feira (25), em Dourados – cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, o Instituto Senai de Tecnologia Alimentos (IST Alimentos), que será referência na Região Centro-Oeste na prestação de serviços técnicos, tecnológicos e de inovação na gestão e desenvolvimento de soluções de alto valor agregado às indústrias de alimentos e bebidas.

O instituto irá atender a demanda dos 952 estabelecimentos do segmento em todo o Estado. “A inauguração do IST Alimentos representa a evolução industrial e a consolidação do apoio do Sistema Fiems ao desenvolvimento da indústria alimentícia estadual”, discursou.

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, reforça que, com a entrega desse instituto, o Senai está realizando um sonho antigo das indústrias da região. “Agora, a nossa nova frente de desenvolvimento é na área de pesquisa e de inovação. Em Dourados, o Senai vem para isso para inovar. Este é o novo Mato Grosso do Sul, que caminha a passos largos e nós temos feito a nossa parte, por meio do Sesi e Senai. A Fiems tem buscado colaborar para o desenvolvimento industrial do Estado”, destacou.

A secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Dourados, Neire Colman, que representou o prefeito Murilo Zauith na cerimônia de inauguração, acrescentou que o Instituto de Tecnologia demostra o fortalecimento dos segmentos econômicos para a questão da inovação e melhoria da qualidade dos produtos. “Com laboratórios de pesquisa e de inovação, além dos serviços de consultoria, as indústrias de Dourados e região poderão usufruir dessa estrutura. É um momento significativo para a todos”, disse.

Na avaliação do gerente de inovação e tecnologia do Senai Nacional, Mateus Simões de Freitas, os institutos de tecnologia dão um grande suporte para a indústria na oferta de serviços laboratoriais e consultorias. “O que o Senai busca é disponibilizar para a indústria o suporte para inovação e a melhoria da produtividade e consequente a competitividade, apoiando-se em três eixos fortes a educação, a tecnologia e a inovação”, pontuou.

Para o coordenador de recursos humanos do JBS Dourados, Edson Schneider, o IST Alimentos vai contribuir, principalmente, em dois aspectos: a estrutura laboratorial, pois hoje buscamos fora o que o nosso laboratório próprio não faz; e a qualificação de mão-de-obra, pois falta gente qualificada para atender a indústria de alimentos. Já o supervisor de produção do Mar & Terra, Adriano Aparecido da Silva, ressalta que a empresa já tem uma parceria com o Senai, que desenvolve o trabalho de análises laboratoriais, físico-químicas e microbiológicas. “Agora, com o IST Alimentos a expectativa é que consigamos nos tornar mais competitivos, nos destacando no mercado e desenvolvendo novos produtos. O Instituto com certeza vai agregar mais qualidade ao nosso produto”, garantiu.

Investimentos

O Instituto contará ainda com o laboratório de inovação e criatividade, que passará a oferecer aos empreendedores a oportunidade de desenvolver projetos inovadores na área de alimentos. Trata-se do único laboratório do País voltado à inovação e criatividade na área de alimentos, o que torna mato grosso do sul referência nacional. Para a implantação do IST Alimentos, o Senai de Dourados recebeu investimento da ordem de R$ 5 milhões nas obras de reforma, ampliação e modernização, que incluem a edificação do bloco administrativo, que tem sala de professores, supervisão pedagógica, biblioteca, sala de reunião, recepção e secretaria financeira e 12 salas de aula, que vão possibilitar a abertura de mais 1.200 novas vagas de imediato em cursos de formação profissional.

Além disso, foram reformados o auditório e o CTV (centro tecnológico do vestuário) e ampliado o número de vagas do estacionamento. Outros R$ 5 milhões estão sendo investidos na aquisição de máquinas e equipamentos didáticos e de prestação de serviços. Também serão investidos mais R$ 2,9 milhões na construção do laboratório físico-químico de alimentos, que será complementar ao laboratório de microbiologia já entregue no ano passado. Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, o IST Alimentos integra o Programa Nacional de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira desenvolvido pela CNI (Confederação Nacional da Industria).

“Em consonância à aptidão econômica de Mato Grosso do Sul, mais especificamente da região sul do Estado, o Instituto Senai de Tecnologia Alimentos foi implantado na estrutura do Senai de Dourados e, por isso, foi necessária a reformulação da unidade”, disse Jesner Escandolhero, completando que apenas o município de Dourados conta hoje com 92 indústrias no segmento de alimentos e bebidas, que juntas empregam 5.129 trabalhadores, enquanto em todo o Estado são 957 empresas e 46.664 empregados. “Essas empresas precisam, com certa frequência, de diferentes tipos de análises de amostras de seus produtos para atestar a qualidade dos produtos. Com o Instituto, agora a quantidade de ensaios ou tipos de análises realizados até então pelos laboratórios do Senai de Dourados será aumentada”, pontuou.

O Instituto

Com a instalação do IST Alimentos, o Senai de Dourados passará a atuar com uma equipe de profissionais dedicada a área de prestação de serviços em tecnologia e inovação como consultoria, assessoria e serviços tecnológicos de maior valor agregado, tendo como foco principal atender o setor de alimentos e suas áreas transversais (automação industrial, mecânica industrial, energia e química). Já a área de metrologia ampliará seu portfólio através da prestação de serviços de ensaios em seus laboratórios.

“Hoje, a unidade já possui laboratório de microbiologia que atende as indústrias com uma extensa lista de ensaios. Esse escopo deve ser ampliado, já que estão sendo adquiridos novos equipamentos para oferecer serviços de maior complexidade. Além disso, o instituto presta serviços de análises físico-químico oferecendo as empresas soluções integradas”, disse o gerente de tecnologia e inovação do Senai, Gilberto Evidio Schaedler.

O IST Alimentos também oferecerá serviços para empreendedores e empresários que tenham interesse em inovar e estruturar melhor seus estabelecimentos através da instalação de um laboratório aberto, onde haverá uma equipe de profissionais especializados para oferecer todos os subsídios desde a criação até a estruturação do negócio. O mercado estratégicos do Instituto está voltado para as áreas de alimentos e bebidas, carnes e açúcar e álcool, incluindo análises sensoriais de alimentos, consultorias em soluções integradas na melhoria de processo, eficiência energética, manutenção de máquinas, segurança e qualidade do produto para o consumidor.

O portfólio de serviços inclui ensaios laboratoriais físico-químicos e microbiológicos em alimentos, águas e bebidas, assessoria em procedimentos para laboratório de alimentos, bem como assessoria e consultoria em sistema de gestão para segurança de alimentos com elaboração e implantação de manual de boas práticas de fabricação, implantação de Programa Alimento Seguro, desenvolvimento de tabela nutricional, elaboração e implantação de rotulagem de alimentos e bebidas, elaboração e adequação do layout, entre outros.

Laboratório

Em sintonia com as novas necessidades do mercado em que a criatividade é uma ferramenta fundamental de competitividade nos negócios, o Senai de Mato Grosso do Sul passará a oferecer aos empreendedores a oportunidade de desenvolver projetos inovadores na área de alimentos. Trata-se do Laboratório de Inovação e Criatividade, que será implantado dentro do IST Alimentos.

Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, trata-se do único laboratório do País voltado para trabalhar a parte de inovação e criatividade na área de alimentos, o que torna Mato Grosso do Sul referência nacional nos produtos e processos criativos no setor. “A implantação do laboratório representa um importante avanço para as indústrias do Estado, que passam a contar com mais uma infraestrutura para desenvolver projetos com suporte e tecnologia. Por ser o único no Brasil, o laboratório significa um marco importante para Mato Grosso do Sul, pois será referência e vai atender todo o país, transbordando as fronteiras”, declarou.

Ele informou ainda que, em todo o país, serão cinco laboratórios em diversas áreas nos Estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Paraíba e Paraná. “Esta é mais uma do Senai para instigar a cultura da inovação no setor industrial”, afirmou. Para abrigar o Laboratório de Inovação e Criatividade, o CPA (Centro de Processamento de Alimentos) do Senai de Dourados será todo readequado com novos equipamentos e salas.

O objetivo é disponibilizar o livre acesso ao CPA no conceito “living lab”, que significa laboratório vivo, com foco na criação, cocriação de novos produtos alimentícios, desde a concepção da ideia, treinamento e modelamento de negócios empreendedores. De acordo com o gerente de tecnologia e inovação do Senai, Gilberto Evidio Schaedler, a previsão é que o laboratório passe a funcionar a partir de outubro deste ano.

Ele acrescenta que o programa conta com uma parceria do Sebrae, que irá apoiar projetos de até R$ 50 mil. Atualmente, no Brasil, o empreendedor que quer investir em inovação precisa contar com a boa vontade de laboratórios de universidades, centros de pesquisa e ensino, ou adquirir equipamentos necessários e contratar os profissionais – um processo mais caro e burocrático, que implica em endividamento e diminui as chances de sucesso.