Hospital Sírio-Libanês pode se transformar em Central de Pediatria para Campo Grande

Transformar o Hospital Sírio-Libanês, que é particular, em uma unidade pública especializada em pediatria. Esta é a ideia que a Prefeitura de Campo Grande vinha mantendo sob sigilo e apontada pelo prefeito, Gilmar Olarte, como solução para o atendimento nesta área na Capital. Olarte confirmou, durante participação no Undokai, na manhã deste domingo (25), que […]
| 25/05/2014
- 20:16
Hospital Sírio-Libanês pode se transformar em Central de Pediatria para Campo Grande

Transformar o Hospital Sírio-Libanês, que é particular, em uma unidade pública especializada em pediatria. Esta é a ideia que a Prefeitura de vinha mantendo sob sigilo e apontada pelo prefeito, Gilmar Olarte, como solução para o atendimento nesta área na Capital.

Olarte confirmou, durante participação no Undokai, na manhã deste domingo (25), que está sendo feito um estudo para viabilizar o projeto. A prefeitura quer arrendar o hospital, mas, para isso, precisa do aval – e mais recursos – do Ministério da Saúde.

Na terça-feira (2), o prefeito apontou que, em breve, a cidade receberia “uma surpresa” na área de saúde. “Só posso adiantar que será um local onde nunca vai faltar médico pediatra”, comentou, na ocasião.

 

Por enquanto, Olarte não fala em valores. Os recursos necessários precisam vir do SUS (Sistema Único de Saúde), que é municipalizado, ou seja, é a prefeitura quem cuida do repasse.

A rede municipal de saúde tem cerca de 140 pediatras. Uma das reclamações mais comuns, nos postos, é sobre a falta de pediatras.

Se a ideia da prefeitura vingar, o objetivo é garantir que sempre, em todos os horários e dias da semana, haja pediatras atendendo em uma unidade centralizada.

 

O governador do Estado, André Puccinelli, que também participou da abertura do Undokai, não acha a solução de centralizar o atendimento a melhor. Segundo ele, o problema na área de pediatria está no número de profissionais, que seria insuficiente.

 

Veja também

Confira o filme publicitário comemorativo dos 46 anos de MS, com narração do cantor Paulo Simões, compositor de "Trem do Pantanal"

Últimas notícias