Flu ‘dorme’ no 2º tempo, leva cinco e cai para América-RN

Após vencer o América-RN por 3 a 0 fora de casa, certamente o Fluminense esperava mais facilidade no jogo desta quarta-feira, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Mas o time tricolor ficou acomodado, especialmente no 2º tempo, e foi goleado por 5 a 2 em casa, em uma das maiores zebras da história da competição. […]
| 14/08/2014
- 05:57
Flu ‘dorme’ no 2º tempo, leva cinco e cai para América-RN

Após vencer o América-RN por 3 a 0 fora de casa, certamente o Fluminense esperava mais facilidade no jogo desta quarta-feira, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Mas o time tricolor ficou acomodado, especialmente no 2º tempo, e foi goleado por 5 a 2 em casa, em uma das maiores zebras da história da competição.

O começo do jogo parecia tranquilo, mas logo se complicou por uma falha do zagueiro Fabrício, que afastou mal uma bola na área. O lateral Marcelinho ficou com a sobra, driblou Fabrício e chutou forte para fazer o gol, aos 16min de jogo.

Mas o Fluminense não se atormentou com isso e contou com as atuações decisivas de Cícero e Fred para virar o jogo. Primeiro, aos 31min, o meia fez uma bela tabela no meio-campo e lançou para o atacante marcar. Depois foi a vez de Fred começar a jogada com um cruzamento, que Chiquinho desviou, mas Fernando Henrique defendeu. Porém, o rebote sobrou para Cícero marcar fácil.

A missão era difícil, mas o América-RN não desanimou, especialmente o atacante Max. Aos 3min, ele arriscou um chute perigoso de fora da área e, logo depois, fez o segundo gol do time: foi lançado de frente para Cavalieri e finalizou com perfeição.

Dessa vez o Fluminense não reagiu tão bem ao gol sofrido. Cavalieri teve que salvar uma grande chance de Pimpão, Max quase marcou de novo e a pressão do América-RN cresceu até sair o terceiro gol aos 30min: após belo lançamento de Marcelinho, Cavalieri errou, e a bola ficou com Alfredo, que não perdoou.

Mas nem isso foi capaz de acordar o Fluminense, que continuou esperando o jogo acabar, mas viu o América-RN buscar a classificação: após cabeceio de Mário Passos na trave, Alfredo pegou o rebote e fez o quarto gol aos 37min. E o gol decisivo saiu aos 45min, quando Pimpão roubou uma bola e chutou colocado para balançar a rede.

Últimas notícias