Geral

Engepar desiste de licitação da gestão de Nelsinho e obras na Ernesto Geisel são adiadas

No papel desde 2012, o início das obras de reestruturação e contenção de enchentes do Rio Anhanduí, na Avenida Ernesto Geisel tem nova data marcada. A intervenção orçada em R$ 47 milhões está prevista para junho deste ano. O problema de erosão e desmoronamento, comuns na avenida, tem pelo menos cinco pontos críticos. O pior […]

Arquivo Publicado em 25/03/2014, às 14h05

None
498123624.jpg

No papel desde 2012, o início das obras de reestruturação e contenção de enchentes do Rio Anhanduí, na Avenida Ernesto Geisel tem nova data marcada. A intervenção orçada em R$ 47 milhões está prevista para junho deste ano.

O problema de erosão e desmoronamento, comuns na avenida, tem pelo menos cinco pontos críticos. O pior fica no trecho entre o Shopping Norte Sul Plaza e o Guanandizão.

A primeira ordem de serviço foi assinada no fim de 2012 pela administração pública, ainda comandada por Nelsinho Trad (PMDB). Porém a obra não teve continuidade com a chegada da nova administração, o que causou a desistência da Engepar Engenharia, a vencedora da licitação de obra. A empresa afirmou que o valor licitado não seria suficiente para a realização do projeto.

Com a desistência, será aberto novo processo licitatório. Segundo Semy Ferraz, secretário responsável pela Secretária Municipal de Infraestrutura, Trânsito e Habitação (Seintrha), todos os projetos já foram entregues para a Caixa Econômica Federal, responsável por liberar a verba. A expectativa é que a liberação do dinheiro aconteça em abril, a partir daí, será aberto um prazo de 30 dias de concorrência pública (licitação) para assim, iniciar as obras em junho.

Jornal Midiamax