Geral

Berlusconi vai prestar serviços comunitários por um ano em asilo em Milão

Condenado à prisão por fraude fiscal, o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, 77, irá cumprir a pena com trabalhos em benefício da comunidade, por pelo menos quatro horas semanais. A decisão é do Tribunal de Aplicação de Penas de Milão (Itália) e foi divulgada nesta terça-feira (15). O serviço comunitário será prestado em uma casa de […]

Arquivo Publicado em 15/04/2014, às 12h36

None

Condenado à prisão por fraude fiscal, o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, 77, irá cumprir a pena com trabalhos em benefício da comunidade, por pelo menos quatro horas semanais. A decisão é do Tribunal de Aplicação de Penas de Milão (Itália) e foi divulgada nesta terça-feira (15).


O serviço comunitário será prestado em uma casa de repouso, com início previsto para os próximos dias, segundo divulgou a imprensa italiana. Berlusconi foi condenado a quatro anos de prisão em agosto de 2013 e conseguiu redução para um ano, por meio de uma anistia. Na semana passada, seus advogados pediram que, em vez de prisão domiciliar, a pena fosse cumprida com trabalhos de interesse geral e, hoje, consideraram a decisão “equilibrada”.


O ex-premiê pretendia cumprir a pena prestando serviços a uma organização que seria construída por sua família em Macherio e seria dedicada a deficientes físicos e portadores de distúrbios psicológicos. Macherio é uma pequena cidade que fica ao lado de Arcore, onde se localiza a Villa San Martino, residência de Berlusconi, a cerca de 20 km de Milão, na Lombardia. Mas o lugar escolhido foi a Fundação Sagrada Família, em Cesano Boscone, que fica a cerca de 6km de Milão.


O procurador da República apoiou a decisão, mas pediu que a Corte considere revogá-la caso Berlusconi insulte o juiz durante a prestação de serviços, o que o ex-premiê já fez com uma certa frequência.


Berlusconi não poderá participar da campanha para as próximas eleições europeias, o que é contestado por seus aliados. Embora não possa se candidatar, o ex-premiê se mantém como força política à frente do partido Forza Italia.


O ex-premiê deve passar a maior parte do tempo na região da Lombardia, onde mora, mas tem permissão para viajar a Roma de terça a quinta-feira. Em ambos os locais, Berlusconi não pode deixar a residência antes das 6h e deve retornar até as 23h. De acordo com o jornal “La Stampa”, também não poderá “andar com transgressores da lei, nem dependentes de drogas”.

Jornal Midiamax