Ainda sem Messi e Neymar, Barcelona faz 6 em amistoso disputado na Finlândia

Ainda sem Lionel Messi e Neymar, o Barcelona atropelou neste sábado o HJK em amistoso disputado na Finlândia, por 6 a 0, com direito a quatro gols marcados na primeira metade da etapa inicial. Com desfalques, principalmente, no setor ofensivo, que contou com Pedro, Rafinha e Munir El Haddadi, o time catalão não encontrou dificuldades […]
| 09/08/2014
- 23:51
Ainda sem Messi e Neymar, Barcelona faz 6 em amistoso disputado na Finlândia

Ainda sem Lionel Messi e Neymar, o Barcelona atropelou neste sábado o HJK em amistoso disputado na Finlândia, por 6 a 0, com direito a quatro gols marcados na primeira metade da etapa inicial.

Com desfalques, principalmente, no setor ofensivo, que contou com Pedro, Rafinha e Munir El Haddadi, o time catalão não encontrou dificuldades para se impôr na partida, mesmo contra uma equipe que está no meio da temporada.

O jovem espanhol El Haddadi abriu o placar logo aos 4 minutos. Cinco minutos depois, o meia Sergi Roberto ampliou, e aos 16, El Haddadi anotou seu segundo no jogo. Aos 24, Gérard Piqué anotou o quarto.

A partir daí, o Barça diminuiu o ritmo na partida, e o técnico Luis Enrique começou a fazer alterações. Pouco antes das mexidas, aos 3 minutos do segundo tempo, Marc Bartra, fez o quinto, e aos 37, o atacante Sandro Ramírez, que saiu do banco, fechou o massacre.

Na partida, disputada no Estádio Olímpico de Helsinque, houve homenagem ao ex-meia Jari Litmanen, que vestiu as camisas de HJK e Barcelona durante a carreira de atleta.

O próximo compromisso do clube catalão é a disputa do Troféu Joan Gamper, que acontecerá no dia 18 contra o León. A competição amistosa servirá de apresentação do elenco ao torcedor no estádio Camp Nou.

Depois do jogo, o técnico Luis Enrique elogiou os atletas de sua equipe, principalmente pela ambição de construir um grande placar.

“Mais do que demérito do rival, acho que foi mérito nosso não dar nenhuma chance. Vi qualidades no rival, e senão estivéssemos fortes na marcação pressão, não atuássemos com seriedade, nos complicariam a vida, certamente”, afirmou.

Sobre a ausência dos jogadores que disputaram a última semana da Copa do Mundo, no caso, Javier Mascherano, Lionel Messi, Daniel Alves e Neymar – este último, contundido -, Luis Enrique preferiu minimizar.

“São circunstâncias que acontecem nestas equipes e nós temos que nos adaptar, não serve de desculpa”, concluiu.

Últimas notícias