Geral

Manifestantes se dividem em grupos e prometem pressão por ‘resultados’ da CPI da Saúde

A intenção do grupo é organizar mais manifestações durante a semana, para discutir assuntos tais como a corrupção, violência, saúde e outros assuntos.

Arquivo Publicado em 29/06/2013, às 20h14

None

A intenção do grupo é organizar mais manifestações durante a semana, para discutir assuntos tais como a corrupção, violência, saúde e outros assuntos.

Cerca de 100 pessoas se reuniram na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande, onde realizaram a Assembleia Geral dos Manifestantes que lutam contra a corrupção. Eles se dividiram em 10 grupos e estabeleceram assuntos prioritários que devem ser discutidos com a sociedade. Entre as pautas está a ‘CPI da Saúde’, que vão manter a pressão para apurar as denúncias e punir os responsáveis pelos desvios.

Segundo um dos porta-vozes do grupo, que preferiu não se identificar, os assuntos discutidos serão: saúde; mobilidade urbana; educação; transparência política; combate as questões indígenas; democratização da mídia; questões fundiárias; segurança pública e justiça; e combate as opressões culturais e meio ambiente.

A intenção do grupo é organizar mais manifestações durante a semana. A estudante Jhenifer Rocha, 18 anos, disse que serão discutidos os assuntos em assembleias e eles decidirão o que irão fazer.

Para o jornalista Alan Brito, 26 anos, que é do grupo da Justiça, essas comissões vão discutir assuntos regionais e nacionais. Ele disse que quer saber principalmente quais serão os resultados praticados pela CPI da Saúde e a prioridade do grupo é cobrar a reforma política. A redução da tarifa do transporte público é apenas uma das vertentes das cobranças. A diminuição de 30 centavos está sendo analisada em várias planilhas, “Tem coisa que dá para ser enxugada e diminuir ainda mais a tarifa de ônibus”, finalizou Brito.

Entre os integrantes estão manifestantes e familiares do delegado aposentado e professor universitário Paulo Magalhães Araújo, 57 anos, que foi morto a tiros no início da noite de terça-feira (25) no Jardim dos Estados.

Jornal Midiamax