Geral

Dourados completa nesta sexta-feira 78 anos

Fundada em 1935, com uma população de aproximadamente 14 mil habitantes, Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, teve desenvolvimento lento até a segunda metade do século XX, por causa de deficiências dos meios e vias de transporte, principalmente com Campo Grande. A partir dos anos 50, já com 22.834 habitantes e a abertura […]

Arquivo Publicado em 20/12/2013, às 13h01

None
288569219.JPG

Fundada em 1935, com uma população de aproximadamente 14 mil habitantes, Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, teve desenvolvimento lento até a segunda metade do século XX, por causa de deficiências dos meios e vias de transporte, principalmente com Campo Grande. A partir dos anos 50, já com 22.834 habitantes e a abertura de rodovias, acelerou-se o desenvolvimento e Dourados tornou-se importante centro agropecuário e de serviços, especialmente a partir dos anos 1970, quando conseguiu alcançar 79.186 habitantes.

Nos anos 1990, com população entre 130 mil a 150 mil habitantes, além do crescimento da agropecuária, o desenvolvimento comercial e de serviços na zona urbana, foram decisivos para que Dourados se consolidasse como polo regional de serviços e agropecuário para uma região com quase 1 milhão de habitantes, incluindo parte do Paraguai, o que lhe conferiu o merecido título de Portal do Mercosul. De acordo com estimativas do IBGE de 2013, Dourados chegou a uma população de 207.498 habitantes (50,777 habitantes por km²), sendo a segunda cidade mais populosa de Mato Grosso do Sul, além de ser o 136º maior município brasileiro e o 55º maior município interiorano do Brasil.


Cidade universitária

Dourados também se destaca como cidade universitária, pois conta com cinco instituições de ensino superior, sendo duas públicas. É comum estudantes do Centro-Oeste e do resto do Brasil virem morar no município para estudar. Além das universidades, o município oferece capacitação para o nível médio e técnico.

A cidade tem o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) entre os municípios de MS, representando cerca de 8% do total das riquezas produzidas no Estado, o 158º maior PIB entre os municípios do Brasil e o 68º lugar entre os municípios interioranos brasileiros.

A cidade também ficou com o 122º maior potencial de consumo (IPC Marketing) entre todas as cidades brasileiras em 2013, com índice de 0,12%.


Planejamento

Dourados atualmente é o centro de uma região onde funcionam 14 usinas grandes de álcool e açúcar, com mais quatro para operar ou em implantação. Tem, num raio de mil quilômetros, dezenas de grandes cidades.

De acordo com o prefeito Murilo Zauith, o foco desta administração é o planejamento. “Queremos colocar Dourados em um novo patamar de cidade, fazendo o presente, mas com os olhos voltados para o futuro. Nesse processo, estamos dando passos importantes para o desenvolvimento de Dourados. Já rediscutimos o plano diretor para modernizar a cidade e permitir novos investimentos. O perímetro urbano, por exemplo, foi aumentado para facilitar a alocação de empresas”, disse o prefeito. Murilo destaca ainda que, na área de infraestrutura, Dourados está sendo modernizada, principalmente no trânsito abrindo a cidade para facilitar a mobilidade urbana.

“Novos bairros estão ganhando asfalto, ruas de acesso rápido são restauradas, construímos postos de saúde e escolas”, diz Para atrair investimentos e gerar mais negócios e empregos, Murilo diz que criou a uma nova lei de incentivos fiscais e foram implantados projetos estratégicos nas áreas industriais do sucroenergético, metalmecânico e confecção. “Entendemos que o setor sucroenergético não tem mais volta e, por isso, estamos criando um polo de serviços deste segmento em Dourados.

Os investimentos, temos certeza, darão um novo impulso no comércio e no setor de serviços de Dourados”, comenta. O prefeito também lembra que criou o programa “Qualifica Dourados” para a formação de mão de obra especializada para a indústria, comércio e serviços. “Aqui o investidor encontrará um terreno fértil para um negócio”, afirma.



Jornal Midiamax