Geral

Campo-grandenses estão otimistas e apostam na vitória do Brasil contra a Espanha

Muitos aproveitaram  os telões oferecidos pelos bares da cidade para torcer pelo Brasil na final da Copa das Confederações. Otimistas, torcedroes apostam que o jogo no Maracanã - último do Neymar antes de ir de vez para Barcelona - será com goleada.

Arquivo Publicado em 30/06/2013, às 19h59

None
235832919.jpg

Muitos aproveitaram  os telões oferecidos pelos bares da cidade para torcer pelo Brasil na final da Copa das Confederações. Otimistas, torcedroes apostam que o jogo no Maracanã – último do Neymar antes de ir de vez para Barcelona – será com goleada.

Os campo-grandenses apostam na vitória do Brasil neste domingo (30) sobre a Espanha, partir das 18h (em MS). Otimistas, alguns apostam que o jogo no Maracanã (RJ) e o último do Neymar, antes de ir de vez para Barcelona, será com goleada.

É o caso de Diego Barbosa, 32 anos, empresário, que aposta em até 4×3 par aos brasileiros. “Ou vai ser jogão ou vai ser muito ruim. Brasil é sempre assim”, afirmou lançando que se for “ruim” será 1 a 0.

Para o garçom Alexsandro Silva Pedrosa, 32 anos, o jogo será 3 a 2 para o Brasil. “Vamos ver se a Espanha é a bam-bam-bam mesmo, porque a seleção brasileira está muito bem, pelo jogo contra o Uruguai mostrou isso”, disse.

Em dia de jogo do Brasil, além do otimismo, casa cheia também é coisa certa. “O faturamento aumenta de 40% a 50% em dia de jogo”, destacou o gerente do bar Mercearia, Ivan Rodrigues.

“Assistir em bar é mais legal, mais agitado”, considera Guilherme Antonelli, 26 anos, empresário.

Segundo Fábio Van, 27 anos, garçom desde que o bar Mercearia surgiu há oito anos, dia de jogo é garantia de animação. “Temos de 60 a 70 mesas e todas ficam lotadas e se chover aí que eles entram na casa e não saem mais”, brincou.

O faturamento também aumenta em bares fora da região central da cidade, um exemplo é a conveniência WF, no bairro Jockey Club. “Todo jogo é casa lotada. Faturamos de 30% a 40% a mais em dia de Brasil. Ainda mais que aqui é o point do bairro”, contou o dono Valmir França, 39 anos.

Já de olho no telão estava Paulo Batista, 45 anos. “Vim almoçar, mas já vou ficar para o jogo. Sempre venho, ver com os amigos, além da cachaça garantida”, animou-se.

Rita Torres, 64 anos, do lar, é vizinha da conveniência há 40 anos e garante que não se incomoda com o barulho. “Eu assisto um pouco aqui, um pouco dentro de casa, mas eu prefiro aqui, é mais legal”, explicou.

A seleção espanhola mantém o mistério da escalação para a final da disputa. Já o Brasil a provável escalação da Seleção Brasileira será: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho, Luiz Gustavo e Oscar; Hulk, Neymar e Fred.

Jornal Midiamax