Ministério da Saúde não repassou verba para Rede Cegonha em Campo Grande, diz Mazina

O Secretário de Saúde de Campo Grande, Leandro Mazina, disse na manhã desta sexta-feira que, apesar do Ministério da Saúde ter anunciado ontem (8) a implantação da Rede Cegonha em todo o País, nenhum recurso foi repassado para Campo Grande. “Campo Grande e o Governo do Estado protocolaram em dezembro de 2011 o pedido da […]
| 09/03/2012
- 16:16
Ministério da Saúde não repassou verba para Rede Cegonha em Campo Grande, diz Mazina

O Secretário de Saúde de Campo Grande, , disse na manhã desta sexta-feira que, apesar do Ministério da Saúde ter anunciado ontem (8) a implantação da Rede Cegonha em todo o País, nenhum recurso foi repassado para Campo Grande.

“Campo Grande e o Governo do Estado protocolaram em dezembro de 2011 o pedido da implantação da Rede Cegonha, mas até agora não obtivemos nenhuma resposta e nenhum repasse foi feito”, lamentou.

Rede Cegonha

O benefício tem por objetivo apoiar as gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) nos deslocamentos para as consultas de pré-natal e para o local em que será realizado o parto, e faz parte da Rede Cegonha.

Para receber o valor integral do benefício, que será de R$ 50,00 pagos em duas parcelas de R$ 25,00, a gestante deverá fazer o requerimento até 16ª semana de gestação, na unidade de saúde onde está fazendo o pré-natal. A segunda parcela será paga após a 30ª semana de gravidez, sendo necessária pelo menos mais uma consulta. As gestantes que solicitarem o benefício após 16ª semana de gestação só terão o direito a uma parcela de R$ 25,00.

O Ministério da Saúde tem a previsão de disponibilizar o benefício, para 1 milhão gestantes, até o final de 2012, com alcance em todo o território nacional. Para 2013, há a expectativa de inclusão de outras 2 milhões de grávidas.
 
A Rede Cegonha visa assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo, à atenção humanizada à gravidez, parto e puerpério, e fornecer, às crianças, o direito ao nascimento seguro, crescimento e desenvolvimento saudáveis.

Últimas notícias