Geral

Lucas Papademos é nomeado oficialmente o primeiro-ministro da Grécia

O presidente grego, Carolos Papoulias, pediu nesta quinta-feira (10) que o ex-vice-presidente do Banco Central Europeu Lucas Papademos forme um novo governo, informou o gabinete de Papoulias. “O presidente deu ao Sr. Papademos o mandato para formar um governo”, informou o gabinete em um comunicado. Na manhã desta quinta-feira, Papademos chegou à residência presidencial, onde […]

Arquivo Publicado em 10/11/2011, às 13h20

None
946325785.jpg

O presidente grego, Carolos Papoulias, pediu nesta quinta-feira (10) que o ex-vice-presidente do Banco Central Europeu Lucas Papademos forme um novo governo, informou o gabinete de Papoulias. “O presidente deu ao Sr. Papademos o mandato para formar um governo”, informou o gabinete em um comunicado.


Na manhã desta quinta-feira, Papademos chegou à residência presidencial, onde os dois principais partidos do país e um partido nacionalista menor se reuniram com o chefe de Estado, para tentar formar o novo gabinete.


A demora nas negociações, que já duram quatro dias, aumentam a impaciência da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.


Crise econômica provoca reforma do governo grego
Marcada por altos gastos na última década, a Grécia foi atingida em cheio com a crise econômica de 2007 e 2008. Desde então, Atenas vem lutando internamente para equilibrar as contas, reduzindo as despesas públicas e aumentando os impostos. O objetivo é não apenas evitar a falência, mas garantir que o país permaneça membro da UE (União Europeia).


Nos últimos meses, as tratativas entre a UE e a Grécia foram intensas, e incluíram pacotes bilionários de resgate da dívida grega. Atenas, todavia, falhou em coordenar os esforços, que redundaram em ondas de protestos. Pressionado interno e externamente, o premiê socialista George Papandreou, no cargo desde 2009, anunciou a reformulação do governo grego e a antecipação de eleições para 2012.

Jornal Midiamax