O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que toda a rede de transporte público da cidade vai ser fechada a partir das 12h deste sábado (27), preventivamente,  por conta da passagem do furacão Irene.

A tempestade tropical se aproxima da Costa Leste do país e pode provocar estragos com suas chuvas e fortes ventos em uma região que vai das Carolinas do Norte e do Sul a Nova Jersey, incluindo Nova York e a capital, Washington.

Em comunicado, Cuomo disse que o estado de Nova York, com ajuda das autoridades federais, está se preparando para enfrentar um possível “desastre natural sem precedentes”.

As autoridades municipais deram uma ordem de retirada obrigatória para cerca de 250 mil pessoas que moram em áreas baixas, que correm risco de inundação, disse o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.

Segundo ele, é a primeira vez que isso acontece, e a ordem só foi dada porque a tempestade tem potencial para ser “muito séria”.

A retirada obrigatória deveria começar às 16h locais (17h de Brasília), assim que os abrigos provisórios preparados para receber os moradores estivessem liberados.

Os principais setores atingidos são Coney Island e Manhattan Beach, no Brooklyn, Far Rockaway e Broad Channel, em Queens, e outras áreas costeiras de Staten Island.

Bloomberg também sugeriu que todos os moradores fiquem em suas casas durante 24 horas a partir da noite de sábado.