“Estamos montando um time de fichas-limpas. Se tiver processo contra na justiça, não aceitamos”. As palavras são do presidente da comissão provisória municipal do PSD – Partido Social Democrata, o advogado Afeife Mohamad Hajj. A sigla que está oficialmente formalizada em Dourados a partir desta segunda-feira (01).

Protocolada nos cartórios das 18ª e 43ª zonas eleitorais e também junto ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) a comissão provisória conta com nomes conhecidos social e politicamente, “principalmente pela ética”, diz Afeife.

“Não estamos preocupados com quantidade, e sim com a qualidade”, disse o advogado em entrevista ao Midiamax. Afeife se esquiva quando o assunto são os possíveis pré-candidatos: “Não vamos falar ainda em ‘figuras’, queremos pessoas comprometidas com a cidade”, disse. Ele acredita que os candidatos do partido serão pessoas nas quais a sociedade douradense confia: “Temos que por a cara para bater, quem ama Dourados tem que fazê-lo”.

O presidente estadual do novo partido é o jornalista Antonio João Hugo Rodrigues, de Campo Grande, pré-candidato à prefeitura da capital. O jornal diário de sua propriedade, em entrevista publicada nesta quarta-feira (03), apresenta chamada em que o ex-governador Zeca do PT indica sua esposa para vice, em uma chapa com o jornalista Antonio João.

Sobre a possível aliança para a disputa da prefeitura da capital, o presidente municipal em Dourados afirmou: “Assino embaixo do nome da Gilda do PT. Estamos torcendo pra que essa dupla dê certo”. Mas foi claro ao ser questionado sobre a política de alianças em dourados: “O presidente estadual do partido nos deixou livres para decidir. O que decidirmos aqui está decidido”.

Afeife ainda falou sobre a ex-candidata a vice-governadora na chapa de Zeca do PT, Tatiana Ujacow, ex-PV. Segundo ele, a advogada é uma ‘grande amiga’ e uma ‘figura respeitadíssima’: “Estamos com as portas abertas para Tatiana. Ela é uma pessoa que tem dignidade e conduta”, afirmou. “Ainda não conversamos, mas espero a vinda dela a Dourados” finaliza o advogado.

PSD em Dourados