A questão das mudanças climáticas foi debatida por um numeroso público no Plenarinho da Câmara Municipal na noite da última quinta-feira (4). A iniciativa – dentro de uma série denominada “Cidades em Debate” – é da Secretaria de Meio Ambiente do Diretório Regional do PT, com apoio dos mandatos do deputado estadual Pedro Kemp e do vereador Alex. Além do convidado especial, o professor Edson Kassar, doutor em Meteorologia e membro do corpo docente da UFMS, o evento foi bastante concorrido e atraiu lideranças e interlocutores de segmentos sociais e profissionais da Capital e do interior, como a vice-prefeita de Dourados, Dinaci Ranzi, o deputado estadual Cabo Almi e os vereadores Thais Helena (Campo Grande), Alberi do Carmo (Ribas do Rio Pardo), Valdenir Mariano (Inocência) e Adir Bertoncello (Aral Moreira).

Para o mediador do debate, vereador Alex, todas as manifestações contribuíram com a formação de mais uma frente de ação em busca de garantias para a sustentabilidade local. “O aquecimento global e o estado precário das condições ambientais em diversas partes do mundo não serão equacionados se cada comunidade não fizer a sua parte”, afirmou. Kemp acrescentou que a intervenção humana tem sido a principal responsável pela descaracterização do ambiente e interfere decisivamente nas condições do clima e da qualidade de vida. “É preciso que essa consciência seja observada por toda a sociedade, e sobretudo pelo poder público quando se tratar de questões que dependem de providências institucionais e normativas”, frisou o deputado.

O professor Kassar descreveu situações preocupantes como o avanço da indústria, a degradação do solo no campo e seu uso incorreto nas cidades, além da falta de investimentos compatíveis com as demandas em tecnologia, educação e controle social. “Esse debate é uma atividade que precisa ser estimulada e multiplicada por todos os segmentos públicos e da sociedade civil”, apregoou o docente.

Os presidentes do PT Marcus Garcia (estadual) e João Rocha (Municipal) também marcaram presença, juntamente com outras personalidades, entre elas o superintendente do Ibama, Davi Lourenço; o presidente da CUT-MS, Jefferson Silveira; o diretor-executivo da Águas Guariroba, José Aílton Rodrigues; a advogada, professora universitária e militante social Tatiana Ujacow; o advogado e membro da Comissão de Justiça e paz da CNBB, Lairson Palermo; e Sebastião Otávio Rayol, da Comissão de Defesa Civil de Campo Grande.