Geral

Campanha da Benetton estampa beijo improvável entre Obama e Chávez e outras autoridades

Campanha “Pare de Odiar” traz outros beijos na boca improváveis, como o dos líderes da Coreia do Sul e Coreia do Norte

Arquivo Publicado em 16/11/2011, às 16h11

None
872054904.jpg

Campanha “Pare de Odiar” traz outros beijos na boca improváveis, como o dos líderes da Coreia do Sul e Coreia do Norte

A Benetton está levando às últimas consequências a mensagem de sua nova campanha global lançada nesta quarta-feira (16). A mensagem “Pare de odiar”, ou Unhate, quer promover a “aproximação entre pessoas, fés, cultura e o entendimento pacífico das motivações do outro”. A empresa lança também uma fundação com o mesmo nome Unhate para promover estes valores.


A maneira escolhida para divulgar a mensagem não fugiu nem um pouco da linha polêmica adotada historicamente pela marca italiana. Pelo contrário. A Benetton promove “beijos na boca” muito improváveis entre líderes de países ou ideologias totalmente distintas.


A imagem que deve chamar mais atenção na América Latina é a do beijo de Barack Obama em Hugo Chávez. Mas há outras: o próprio Obama com o líder chinês Hu Jintao; o Papa Bento XVI com Ahmed Mohamed, el Tayeb, líder da mesquita Al-Azhar no Cairo, o presidente palestino Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, o presidente da Coreia do Sul Lee Myung-bak e o líder supremo da Coreia do Norte Kim Jong-il, e a chanceler alemã Angela Merkel com o presidente francês Nicolas Sarkozy.


“Embora o amor mundial continue sendo uma utopia, o convite a não odiar para combater a cultura do ódio é um objetivo realista”, justificou Alessandro Benetton, Chairman executivo da marca.


A comunicação em cima da mensagem Unhate inclui iniciativas e eventos a partir desta quarta-feira, 16, incluindo “ações ao vivo não anunciadas” nas quais jovens irão postar manifestos mostrando os beijos dos líderes em lugares simbólicos de Tel Aviv, Nova York, Roma, Milão e Paris.


Outra iniciativa é o filme Unhate, do diretor francês Laurent Chanez, que será veiculado no site da marca, em cinemas e no YouTube. O roteiro prevê “momentos de conflito e amor”, com imagens, por exemplo, de dois lutadores depois de um round e de um casal que acabou de fazer amor. Haverá ainda uma instalação artística que usará conchas enviadas por habitantes de zonas de guerra. Tudo em nome do amor.


Jornal Midiamax