O dono do restaurante na equina da ruas Marquês de Lavradio e Dona Ziza, que é também o endereço do ipê amarelo cuja florada tem sido a atração dos últimos dias, se diz um privilegiado pela beleza que a árvore tem emprestado à fachada de seu estabelecimento.

“Pena que dura poucos dias”, comenta Fábio de Oliveira Souza, proprietário do restaurante. De acordo com Fábio, embora o atendimento ao público só comece às 18 horas, ele e o sócio, Leandro Nogueira Siravegna, costumam chegar ao local de trabalho no meio da tarde, por volta das 15h, e, por isso, têm acompanhado o “sucesso” da florada.

“A gente vê que muitas pessoas param para fotografar, e os clientes também comentam com a gente. É realmente muito bonito”, diz Fábio, acrescentando ainda que ele e o sócio nunca pensaram em cortar a árvore. “Na reportagem de ontem [18], um senhor disse isso, mas a gente nunca quis cortar o ipê, até porque a obra que fizemos foi só uma reforma e a adequação da acessibilidade da calçada. O muro já estava aí, no mesmo lugar”, afirma.