Geral

Bandido sequestra casal, leva vítima ao motel com garotas de programa e rouba R$ 4,5 mil

Um casal passou momentos de apuro na manhã desta sexta-feira (21) no município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. Um homem de 31 anos e uma mulher de 22 relataram à polícia que foram sequestrados ainda em Dourados e levados para a fronteira, antes de serem liberados em uma rodoviária de Pedro Juan […]

Arquivo Publicado em 21/10/2011, às 20h31

None

Um casal passou momentos de apuro na manhã desta sexta-feira (21) no município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. Um homem de 31 anos e uma mulher de 22 relataram à polícia que foram sequestrados ainda em Dourados e levados para a fronteira, antes de serem liberados em uma rodoviária de Pedro Juan Caballero.


Consta no boletim de ocorrência que A. S. S., de 33 anos, dormia em sua residência esta madrugada quando um homem, armado com faca, invadiu seu quarto pela sacada e disse que queria levar o carro. um Ford Ecosport. A vítima entregou as chaves do veículo e, quando o autor iria embora, ordenou que o homem e a mulher, C. A. G., de 21 anos, entrassem no carro.


O autor então seguiu rumo a Ponta Porã e fez o casal como refém. No caminho, A. S. S. ainda dirigiu o veículo durante um trecho para que os três pudessem passar sem problemas por um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal).


Ainda segundo relatos das vítimas, eles chegaram por volta das 5 horas em Ponta Porã. Lá, o autor mandou que o homem se dirigisse até um caixa eletrônico para um saque, mas estava fechado. O bandido então ordenou que a vítima procurasse um hotel.


A mulher foi deixada no hotel, enquanto o bandido saiu pela cidade com o homem, ainda como refém, para tentar sacar dinheiro novamente. Eles sacaram R$ 500 e abasteceram R$ 100 no carro.


Depois disso, ainda conforme relatos da vítima, o autor decidiu comprar uma arma de um conhecido. Eles foram até a casa de um homem, mas ele não possuía nenhuma para vender.


Garotas de programa


Como não conseguiu comprar uma arma, o bandido então seguiu com o homem até uma casa de prostituição e, com R$ 300, chamou duas mulheres e as levou até um motel. Lá, todos entraram em uma suíte enquanto a vítima esperava. O autor teria mantido relações sexuais com as duas mulheres, segundo o homem.


Após levar as mulheres novamente até a residência, ambos saíram para tentar comprar a arma de fogo novamente. No boletim de ocorrência, não consta se o rapaz conseguiu comprar o revólver.


Por volta das 10 horas, o autor teria deixado o homem em uma agência bancária e ordenou que ele sacasse R$ 5 mil. A vítima seguiu as ordens, retirou o dinheiro e depois entregou ao autor, que o esperava do lado paraguaio.


Enquanto o homem efetuava o saque, o autor foi até o hotel, pagou a conta e saiu com a mulher. Depois, o autor deixou ambos na rodoviária de Pedro Juan Caballero. Em seguida, após pedirem ajuda em uma fazenda, eles foram levados para o Setor de Investigação da Polícia Nacional.


Apesar de na ocorrência constar que o saque de R$ 5 mil foi feito, as vítimas relataram que, no total, R$ 4,5 mil foram levados pelo ladrão.


O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Ponta Porã.

Jornal Midiamax