O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, reconhece que o título da F-1 está muito longe das suas mãos, porém, mesmo assim, não desiste de terminar a temporada na frente.

“Temos que procurar vencer o máximo de corridas possíveis. Somos realistas e sabemos da nossa situação no campeonato, mas já vimos muitas vezes que é possível acontecer mudanças”, disse o piloto.

“Somos a Ferrari e temos a obrigação moral, sobretudo para os nossos milhões de torcedores no mundo, de pensar sempre no melhor objetivo”, concluiu.

Alonso é o quarto colocado na classificação da temporada, com uma desvantagem de 89 pontos para o líder Vettel, atrás ainda de Webber, segundo colocado, e Hamilton, terceiro.