Geral

PMA instala armadilhas para recapturar onça-pintada que fugiu pela 2ª vez em Campo Grande

Três armadilhas já foram colocadas da reserva ambiental do Parque dos Poderes com a intenção de recapturar a onça-pintada que fugiu pela segunda vez neste ano, do Cras

Arquivo Publicado em 30/12/2010, às 18h38

None

Três armadilhas já foram colocadas da reserva ambiental do Parque dos Poderes com a intenção de recapturar a onça-pintada que fugiu pela segunda vez neste ano, do Cras

Três armadilhas já foram colocadas na reserva ambiental do Parque dos Poderes com a intenção de recapturar a onça-pintada que fugiu pela segunda vez neste ano, do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). Outras duas deverão ser postas em locais estratégicos da reserva.

A primeira fuga aconteceu no dia 29 de outubro, quando com a investida de uma anta, o felino abriu a porta da jaula e permaneceu desaparecida até a madrugada dessa terça-feira (28), quando foi capturada com a armadilha de um caseiro, na reserva ambiental.

A segunda aconteceu na madrugada desta quinta-feira (30). Segundo policiais militares ambientais, o animal abriu vários buracos na jaula que havia sido construída especificamente para abrigar felinos. Com as garras e dentes, um buraco maior foi cavado na tela no canto da jaula, por onde a onça escapou.

Os policiais explicaram que as jaulas foram construídas com malhas de aço galvanizado para armazenar até dois felinos e seguida todas as recomendações passadas pelo Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente). Elas custaram cerca de R$130 mil.

As visitações no Cras estão suspensas. A equipe do Midiamax acompanhou a chegada de uma família do Rio Grande do Sul, que estava com horário de visitação agendado, e foi barrada por causa do incidente.

Jornal Midiamax