Geral

Assembleia gastou mais de R$ 56 milhões com pessoal apenas nos quatro primeiros meses

Manter o quadro de funcionários do legislativo sul-mato-grossenses custou no período mais de dez milhões de reais por mês

Arquivo Publicado em 12/07/2010, às 21h11

None

Manter o quadro de funcionários do legislativo sul-mato-grossenses custou no período mais de dez milhões de reais por mês

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul gastou com a folha de pagamento de pessoal exatos R$ 56.664.126,64 apenas nos quatro primeiros meses de 2010. A informação, apresentada pelo diretor geral de Finanças e Orçamentação, Jericó Vieira de Matos, mostra que manter o quadro de funcionários do legislativo sul-mato-grossenses custou no período mais de dez milhões de reais por mês.


A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que, a cada quatro meses, seja realizada audiência pública para que seja verificado se os gastos estão de acordo com a lei.


“É um mini balanço de como estão se comportando as receitas e despesas do Estado”, resumiu o deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR), presidente da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária.


Com o total apurado, os gastos com pessoal representaram 1,15% da receita corrente líquida da ALMS. O teto legal é de 1,68%.


De acordo com os relatórios apresentados nesta segunda-feira (12), Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça (TJMS) e Tribunal de Contas do Estado (TCE/MS) ficaram dentro dos limites estabelecidos pela LRF para gastos com pessoal.

Jornal Midiamax