O São Paulo fez na noite desta quinta-feira a melhor de suas apresentações no Campeonato Paulista e superou a Portuguesa com facilidade. No Morumbi, o time de Rogério Ceni jogou o que ainda não havia jogado. Goleou o tradicional rival da capital por 4 a 1 com protagonismo do argentino Galoppo, autor de dois gols. Luciano e Pedrinho também marcaram. A Lusa fez o seu único gol no fim, com Lucas Nathan.

O ataque, cobrado pelo desempenho ruim nas três primeiras rodadas, enfim deslanchou. Galoppo, escalado entre os titulares, retribuiu com gols a confiança de Rogério Ceni e se tornou o artilheiro da equipe no ano. São três bolas na rede. Ele marcou o segundo e terceiro gols, depois que Luciano já havia ido às redes.

A escalação modificada que Ceni escolheu, sem Calleri, preservado, fez a lição de casa com tranquilidade ao explorar as fragilidades defensivas da Portuguesa, sobretudo no segundo tempo, quando definiu o triunfo. A equipe foi abraçada pelos torcedores e saiu aplaudida após a primeira vitória em casa no torneio.

Foi um jogo de amplo domínio do São Paulo sobre a Portuguesa, especialmente na etapa final. No primeiro tempo, foram poucas as oportunidades de gol. Havia certa dificuldade para os anfitriões criarem. Por isso, o jeito foi encontrar o caminho das redes em lance de bola parada, com Luciano, em cabeceio potente depois do cruzamento de Wellington Rato.

No segundo tempo, os anfitriões deslancharam à medida que os visitantes abandonaram a postura retraída e passaram a atacar. Com isso, sobraram espaços para o São Paulo ampliar e definir o resultado.

Galoppo fez o segundo e o terceiro gols. O seu primeiro saiu aos 12, completando bonita jogada individual de David. O segundo, Aos 30, cobrando pênalti que Nestor sofreu. No fim, a Portuguesa fez seu gol de honra, com Lucas Nathan. Mas levou mais um. Pedrinho transformou a vitória em goleada com seu bonito gol aos 43. Noite de festa para a torcida, carente de uma vitória construída com bom futebol.

O São Paulo lidera o Grupo B do Paulistão, com oito pontos, e é um dos poucos invictos da competição. A sequência de três clássicos será encerrada no domingo. Depois de Palmeiras e Portuguesa, o adversário será o Corinthians, no Morumbi, às 18h30. A Portuguesa tem quatro pontos e é a lanterna do Grupo D. No domingo, enfrenta o Água Santa fora de casa.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 4 x 1 PORTUGUESA

SÃO PAULO – Rafael; Orejuela, Alan Franco, Beraldo e Wellington (Liziero); Pablo Maia, Nestor (Marcos Paulo) e Luciano (Juan); Wellington Rato (Luan), Galoppo e David (Pedrinho). Técnico: Rogério Ceni.

PORTUGUESA – Thomazella; Pará, Victor Ramos, Bruno Leonardo e Thallyson; Tauá (Marzagão), Gustavo Bochecha (Richard), Madison e Lucas Nathan; João Victor (Lucas Venuto) e Paraízo (Daniel Costa). Técnico: Mazola Júnior.

GOLS – Luciano, aos 36 minutos do primeiro tempo; Galoppo, aos 12 e aos 30, Lucas Nathan, aos 41, e Pedrinho, aos 43 do segundo

ÁRBITRO – Salim Fende Chávez.

CARTÕES AMARELOS – Pablo Maia e Marcos Paulo (São Paulo); Pará, Madison e Tauá (Portuguesa).

PÚBLICO – 31.705 torcedores.

RENDA – R$ 1.050.503,00.

LOCAL – Estádio do Morumbi.