Com partida confirmada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o Operário Futebol Clube entra em campo pela Copa do Brasil 2023 na próxima semana. O clube estreia na competição no dia 1º de março e receberá R$ 900 mil, caso ganhe a partida.

A partida será contra o Operário de Ponta Grossa e será decisiva para a equipe, após eliminação para o Tocantinópolis, na Copa Verde. Essa será a primeira vez que os clubes se enfrentam.

Além de ter a obrigação de vencer a partida para avançar para segunda fase da Copa do Brasil, o Operário Futebol Clube, vai tentar encerrar um jejum de quase 30 anos sem passar num confronto mata-mata por competições nacionais.

O time de Mato Grosso do Sul poderá contar com o apoio da torcida, pois jogará em casa. A partida acontece no estádio Jaques da Luz, em Campo Grande, às 20h.

De acordo com a própria equipe, o jogo aconteceria no estádio Pedro Pedrossian (Morenão), mas por conta de atrasos em obras realizadas no local, a partida foi transferida para o estádio Jaques da Luz.

Operário vive jejum

Desde 1994, quando passou pelo Batel na segunda fase da Série C, o Galo nunca mais superou um duelo eliminatório em torneios nacionais.

Naquele mesmo ano, logo após eliminar o Batel, o Galo perdeu para o Uberlândia/MG na fase seguinte, e dali em diante teve mais 11 confrontos mata-mata, entre Série C, Copa do Brasil e Copa Verde, sendo eliminado em todos.

Assim, o Galo precisa vencer para avançar na Copa do Brasil, se ganhar, garante R$ 900 mil.

O empate dá a vaga na segunda fase ao Fantasma. O classificado enfrenta na segunda fase quem vencer na disputa entre União-MT e CRB-AL que será mandante do jogo.

*Com Gabriel Neves