O Brasil alcançou a marca de 35 medalhas nos de Santiago, no Chile, na noite desta segunda-feira, com um bronze conquistado pela halterofilista Laura Amaro no levantamento de peso, na categoria para atletas de mais de 81kg. A carioca, que completa 23 anos na sexta-feira, levantou o total de 225kg, na soma de 110kg no arranco e 132kg no arremesso, para ficar com a terceira colocação, atrás da americana Olivia Reeves, vencedora da prova, e da dominicana Yudelina Mejía, medalhista de prata, que levantaram 258kg e 226kg, respectivamente.

No arranco, primeiro exercício da disputa da categoria, que consiste em erguer o peso acima da cabeça com um único movimento, Laura começou erguendo 105kg e teve sucesso quando ampliou para 110kg, mas não conseguiu o levantamento completo quando tentou subir para 115kg. Então, foi a vez do arremesso, exercício em que o peso é levantado em duas fases: até alcançar o apoio do peito e, em seguida, sobre a cabeça. Nesta prova, a brasileira falhou na primeira tentativa, ao tentar elevar 131kg, e compensou na segunda, com 132kg, o máximo que conseguiu suportar, já que falhou na tentativa com 135kg.

O desempenho rendeu à halterofilista carioca sua primeira medalha em um Pan-Americano. Vice-campeã mundial em 2021 e campeã Sul-Americana neste ano, ela competia nos 76kg, mas migrou para os 81kg pensando nos de Paris-2024 e quebrou três recordes nacionais no de 2022, o primeiro que disputou após subir de categoria.

DUDA E ANA PATRÍCIA NAS QUARTAS

Na disputa do vôlei de praia, também nesta segunda, as atuais vice-campeãs do mundo Duda e Ana Patrícia avançaram diretos para as quartas de final, após venceram a terceira partida da primeira fase. As vítimas da vez foram as porto-riquenhas Gonzales e Navas, em partida encerrada com triunfo por 2 sets a 0 para as brasileiras, com parciais de 21/15 e 21/11.

“A gente conseguiu desenvolver bem nosso jogo. A gente está vindo de muitas competições então está tentando lidar também com a questão da energia. Hoje esse jogo teve um primeiro set um pouco mais pegado, contra um time que jogou muito bem, mas felizmente a gente encontrou o caminho e conseguiu fazer rodar nosso jogo”, afirmou Ana Patrícia.

Entre os homens, André e George foram derrotados pelos cubanos Diaz e Alayo no tie-break, parciais de 16/21, 21/18 e 8/15. Por isso, terão de disputar as oitavas de final contra os paraguaios Giuliano e Gonzalo, às 14 horas desta terça-feira.