A Uefa anunciou, nesta quinta-feira, o adiamento da partida das Eliminatórias da Eurocopa que Israel disputaria em Pristina, no Kosovo, domingo, contra a seleção local. Conforme comunicado pela entidade máxima do futebol europeu, o jogo foi adiado porque “atualmente as autoridades israelenses não permitem que sua seleção nacional viaje para outros países”, medida tomada em meio à intensificação do conflito entre Israel e Palestina, depois que o grupo terrorista palestino Hamas realizou um ataque ao território israelense no sábado.

Antes, a Uefa já havia adiado o duelo entre Israel e Suíça, também pelas Eliminatórias de Euro, que seria jogado nesta quinta, em Tel Aviv, uma das cidades afetadas pela guerra. Tal partida foi remarcada para 15 de novembro. Já Israel x Kosovo ainda não teve data de reposição definida. A seleção israelense é a terceira colocada do Grupo I, com 11 pontos, e briga por uma das duas vagas da chave ao torneio continental com a líder Suíça, com 14, e a vice-líder Romênia, com 11.

Nas Eliminatórias, os dois primeiros de cada grupo avançam para a Eurocopa. Outros classificados serão definidos em playoffs de repescagem disputados por 12 equipes de acordo com suas posições na última edição da da Europa. Caso não consiga avançar dentro de seu grupo, a seleção israelense está qualificada para tentar a vaga por meio da repescagem.

Dessa forma, o atraso da partida contra Kosovo pode atrasar a realização do sorteio dos playoffs, programado para o dia 23 de novembro. A seleção de futebol de Israel já esteve filiada à confederação asiática e venceu a Copa da em 1964, seis anos antes de disputar a de 1970, a única da qual participou até hoje – foi eliminada na fase de grupos após derrota para o Uruguai e empates com Suécia e Itália. Desde 1991, está filiada à Uefa.