O atacante Hulk cansou de levar cartões por reclamação com a arbitragem e informou nesta sexta-feira (14) que não será mais o capitão do Atlético-MG.

A decisão partiu do próprio jogador, que não pretende mais prejudicar a equipe. Expulso após o clássico com o América-MG, Hulk foi desfalque na derrota por 1 a 0 para o e se prepara para retornar em ao Goiás, segunda-feira (17).

A revelação foi feita em entrevista coletiva nesta sexta-feira, em Belo Horizonte, na qual o atacante também falou sobre as especulações de que poderia voltar ao futebol europeu, para defender o turco Samsunspor.

“Pedi para não usar mais a faixa de capitão”, admitiu Hulk, explicando o motivo da decisão. “Falam que eu tomo muito cartão. Eu sempre chego com educação e respeito aos árbitros, mas sou punido”, alegou. Desta maneira, Felipão terá de escolher outra peça para a função.

Sobre a possibilidade de ir para o Samsunspor, Hulk parece não ter se entusiasmado. “Sempre chegam propostas, mas estou muito feliz aqui”, disse. “Só sairia do se fosse algo de outro mundo, uma coisa muito boa para o clube também. Estou feliz, focado e enquanto estiver aqui, estarei 100% focado”.

Sem vencer com Felipão, Hulk vê acertos no Atlético

Ainda sem ganhar sob a direção de Felipão –3 empates e 2 derrotas–, a equipe tem 3 jogos antes do mata-mata das oitavas de final da Libertadores, com o Palmeiras, e espera ter evoluído nessa semana livre de jogos.

“Consertamos algumas coisas que eram necessárias. Fizemos ajustes e tenho certeza que este tempo foi muito produtivo”, celebrou Hulk. “A derrota para o Corinthians doeu muito e o professor Felipão, junto com o Carlos Pracidelli e o Lucas Gonçalves [auxiliares], colocou várias coisas em prática, que serão fundamentais para que a gente possa virar essa chave”falou, confiante já em desencanto na Serrinha, diante do Goiás.