Depois de dois jogos fora de casa, o está voltando para o Mato Grosso com quatro pontos na bagagem. Após segurar o empate sem gols com o na Vila Belmiro, o time mato-grossense venceu por 3 a 0 o Bahia, nesta quinta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Desde os 21 minutos do primeiro tempo, o Bahia atuou com um jogador a menos devido à expulsão de Lucas Cándido. Deyverson, sempre ele, de pênalti, Isidro Pitta e Ronald Lopes marcaram os gols que complicaram a vida dos baianos na briga contra o rebaixamento.

O Cuiabá subiu para décima colocação com 44 pontos, encostando na briga por uma vaga na Libertadores de 2024. De outro lado, o Bahia, que vinha de derrota para o (1 a 0) perdeu a segunda partida seguida e, com 37 pontos, está na 15ª colocação. O Cruzeiro, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, tem a mesma pontuação, mas fica atrás no número de vitórias: 10 contra 9.

Mesmo jogando fora de casa, o Cuiabá começou tomando as rédeas da partida, com mais posse de bola e dominando as ações ofensivas dos primeiros minutos. Tanto que não demorou para o placar sair do zero. Aos 19 minutos, Clayson lançou a bola na área, a defesa do Bahia se complicou e Deyverson ia fazendo o gol de calcanhar, mas Camilo Cándido praticamente em cima da linha, tirou com o braço. Ligado no lance, o árbitro expulsou o lateral e marcou o pênalti.

Aos 21, Deyverson foi para a cobrança e não desperdiçou, batendo no meio do gol, enquanto Marcos Felipe caiu para o canto direito O Bahia quase empatou com Acevedo aos 33, quando ele recebeu dentro da área e bateu cruzado, mas Walter fez ótima defesa.

Na volta do intervalo, o Cuiabá chegou a balançar as redes novamente, aos dois minutos do segundo tempo com Clayson, mas Deyverson estava impedido no lance e o árbitro invalidou o gol. Mesmo assim, o visitante não desistiu e seguiu em cima, até ampliar aos 31 minutos. Derik Lacerta encontrou Isidro Pitta, no meio-campo, que disparou até a entrada da área, batendo na saída do goleiro Marcos Felipe, que até chegou a colocar a mão na bola, mas não evitou o gol.

A partir daí, o Bahia até tentou responder para pelo menos marcar o gol de honra, mas sem sucesso. O pior aconteceu, porque num contra-ataque, o Cuiabá ampliou quando Wellington Silva avançou sozinho até a grande área e tocou de lado para Ronald Lopes completar para as redes, aos 52 minutos.

Com mais de 33 mil torcedores nas arquibancadas, as vaias foram inevitáveis aos gritos de ‘time pipoqueiro’. Alguns jogadores ainda foram até perto da torcida para ouvir as reclamações.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo para a disputa da 34ª rodada do Brasileirão, ambos às 18h30. Enquanto o Bahia recebe o Athletico-PR, na Arena Fonte Nova, o Cuiabá encara o Fortaleza, na Arena Pantanal.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 X 3 CUIABÁ

BAHIA – Marcos Felipe; Gilberto, Kanu, Vitor Hugo (Rafael Ratão) e Camilo Cándido; Rezende, Acevedo, Yago Felipe (Matheus Bahia), Cauly (Lucas Mugni) e Biel (Luciano Juba); Everaldo (Ademir). Técnico: Rogério Ceni.

CUIABÁ – Walter; Matheus Alexandre, Marllon, Alan Empereur e Rikelme; Allyson (Filipe Augusto), Denilson (Ronald Lopes) e Raniele; Jonathan Cafu (Derik Lacerda), Deyverson (Isidro Pitta) e Clayson (Wellington Silva). Técnico: António Oliveira.

GOLS – Deyverson, aos 21 do primeiro tempo, e Isidro Pitta, aos 31 e Ronald Lopes, aos 52 minutos do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Rezende (Bahia) e Allyson e Rikelme (Cuiabá).

CARTÃO VERMELHO – Camilo Cándido (Bahia).

ÁRBITRO – Felipe Fernandes de Lima (MG).

RENDA – R$ 921.862,78.

PÚBLICO – 33.931 total.

LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Saiba Mais