Rufino, o paracanoísta bicampeão mundial, está de volta a Dourados, Mato Grosso do Sul, após um período de merecidas férias. O atleta, que recentemente brilhou e foi medalha de ouro em competições na e , está em Dourados para intensificar sua preparação visando competições futuras. Rufino está empenhado em aperfeiçoar seu desempenho em um treinamento que se estende de segunda a sábado.

Atualmente, Rufino está imerso em um treinamento de base estruturado para prepará-lo para as próximas competições. Sua rotina consiste em treinar duas vezes por dia, de manhã ele treina na academia, onde aprimora seu condicionamento físico e aeróbico. Já na parte da tarde, ele treina no Lago Dourado, situado ao lado do Rio Dourados, onde aprimora suas habilidades na canoa. Essa abordagem multifacetada, abrangendo condicionamento físico, técnica e resistência aeróbica, reflete a dedicação incansável de Rufino para alcançar o mais alto nível de desempenho, consolidando sua posição como um dos atletas paralímpicos mais talentosos do mundo.

Antes das férias, em um desempenho excepcional, o ‘cowboy de aço’ garantiu a vitória na etapa de Paris da Copa do Mundo de Paracanoagem em agosto desse ano, competindo na categoria VL2 200m. Sua conquista impressionante demonstrou sua habilidade e determinação, garantindo a medalha de ouro em uma emocionante bateria única. Rufino descreveu a competição em Paris como um teste para as Paraolimpíadas de Paris, e a vitória foi um motivo de grande honra.

Sua vitória na categoria VL2 200m em Paris é um testemunho de seu comprometimento e treinamento rigoroso. Rufino é um exemplo inspirador de resiliência e superação de desafios, e sua vitória em Paris reforça a posição de destaque do Brasil na paracanoagem internacional.

Vale destacar que também em agosto, no Campeonato Mundial de Canoagem e Paracanoagem realizado em Duisburg, Alemanha, Rufino conquistou a medalha de ouro na categoria VL2M200m, demonstrando sua consistência no mais alto nível do .

Jornada vitoriosa

Rufino, nasceu em , no Mato Grosso do Sul, e mora em Itaquirai, superou desafios desde cedo, incluindo um acidente que o deixou paraplégico aos 21 anos. No entanto, em vez de se render, ele transformou essa experiência em motivação para iniciar uma jornada notável de superação e conquistas. Seu comprometimento e determinação o projetaram para o cenário esportivo global, onde ele agora é uma figura proeminente e inspiradora.

Sua jornada na canoagem começou em 2012, quando escolheu o esporte como meio de conquistar o mundo e competir em campeonatos de renome. Rufino rapidamente se destacou, competindo em níveis locais, nacionais e internacionais, consolidando sua posição como um competidor formidável.

Aos 38 anos, Rufino é um ícone no mundo esportivo, com títulos que incluem o Campeonato Brasileiro, a Copa Brasil e o Campeonato Mundial. Sua coroa de glória é a medalha de ouro conquistada nos Jogos Paralímpicos de Tóquio em 2021, um testemunho de sua dedicação e uma fonte de inspiração para gerações futuras, encorajando a superação de obstáculos em busca da grandeza.

Saiba Mais