O é campeão do Campeonato Mineiro pelo quarto ano seguido e aumenta sua hegemonia neste Estadual, agora com 48 títulos. Na tarde deste domingo, no jogo de volta da decisão, o time alvinegro voltou a vencer o América, por 2 a 0, agora no Estádio do Mineirão, para ficar com a taça. Hulk, um em cada tempo, marcou os dois gols.

No jogo de ida da decisão, disputado no último final de semana, no Estádio Independência, o Atlético-MG havia vencido por 3 a 2 e já tinha chegado com vantagem nesta decisão. A festa foi grande pelo título, já que o Mineirão estava lotado com mais de 55 mil torcedores.

O Atlético-MG vinha de uma derrota na fase de grupos da Libertadores, enquanto o América-MG chegou embalado por uma goleada na Copa Sul-Americana, mas não conseguiu manter o bom futebol. Com isso, o Atlético segue como maior campeão estadual com 48 títulos. O rival tem 16 títulos, o último deles conquistado em 2016. Fora da decisão, o tem 38, com última conquista em 2018.

Em desvantagem, o América começou a partida em cima, fazendo pressão na área adversária. Tanto que nos primeiros minutos, chegou duas vezes com perigo com o atacante Mastriani. A primeira ele acertou o travessão e na segunda chance, mesmo de frente para o goleiro Everson, chutou por cima.

Do outro lado, o Atlético foi mais decisivo e abriu o placar logo na primeira chegada que teve. Aos 20 minutos, Zaracho cruzou na área e Arthur acabou derrubando Igor Gomes. Depois de analisar o VAR, o árbitro decidiu marcar pênalti. Hulk foi para a cobrança e não desperdiçou. Nos minutos finais, a intensidade da partida caiu um pouco, mas o alvinegro foi para o intervalo em vantagem.

Logo na volta para o segundo tempo, o América-MG viu o volante Otávio ser expulso pelos lados do Atlético e com um jogador a mais, ganhou espaço. Tanto que aos 13 minutos, acertou a trave mais uma vez com Mastriani. O atacante recebeu um cruzamento na medida de Matheusinho e mandou de cabeça, no travessão.

A resposta atleticana, mais uma vez, foi em forma de gols. Aos 25 minutos, Zaracho puxou o contra-ataque e cruzou na área. Hulk apareceu sozinho na segunda trave para completar de carrinho para o gol.

Nos minutos finais, o rival até teve a chance de descontar em uma cobrança de pênalti de Welligton Paulista, aos 43 minutos, que foi marcado após Henrique Almeida ser derrubado na área. Mas, Everson defendeu a penalidade e o jogo terminou mesmo 2 a 0

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 x 0 AMÉRICA-MG

ATLÉTICO-MG – Everson; , Maurício Lemos, Jemerson e Rubens; Otávio, Zaracho e Igor Gomes (Battaglia); Pavón (Patrick), Paulinho (Edenílson) e Hulk. Técnico: Eduardo Coudet

AMÉRICA-MG – Matheus Cavichioli; Iago Maidana, Eder (Matheusinho) e Ricardo Silva; Arthur (Nino Paraíba), Juninho, Alê, Emmanuel Martínez e Nicolas (Welligton Paulista); Felipe Azevedo (Everaldo) e Mastriani (Henrique Almeida). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS – Hulk, de pênalti, aos 26 minutos do primeiro tempo e aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza

CARTÕES AMARELOS – Everson, Hulk, Mariano e Otávio (Atlético-MG); Arthur, Juninho e Everaldo (América-MG).

CARTÃO VERMELHO – Otávio (Atlético-MG).

RENDA – R$ 3.712.855,65.

PÚBLICO – 55.989 pagantes

LOCAL – Mineirão, em (MG).